Tribo de Efraim

A Tribo de Efraim (em hebraico: אֶפְרַיִם ou אֶפְרָיִם, transl. Efráyim, ʾEp̄ráyim ou ʾEp̄rāyim, "dupla fecundida") foi uma das Tribos de Israel. Juntamente com a Tribo de Manassés, formou a Casa de José. Em seu auge, o território ocupado pela tribo estava no centro de Canaã, a oeste da atual Jordânia, a sul do território de Manassés, e a norte da Tribo de Benjamim; a região que foi chamada posteriormente de Samaria (para distingui-la da Judeia e da Galileia) consistia em sua maior parte do território da Tribo de Efraim. A área era montanhosa, o que lhe dava proteção, porém também era extremamente fértil, o que lhe trouxe prosperidade,[1][2][3][4] e continha os centros mais antigos da religião israelita - Shechem e Shiloh.[5] Estes fatores contribuíram para fazer de Efraim a mais dominante das tribos do Reino de Israel, e levou o nome Efraim a se tornar um sinônimo de todo o reino.[5]

Havia uma evidente diferença linguística entre a Tribo de Efraim e os outros israelitas, já que quando os israelitas de Gileade, sob a liderança de Jefté, lutaram contra a Tribo de Efraim, a pronúncia da palavra shibboleth como sibboleth era considerada uma prova suficiente para identificar indivíduos pertencentes à tribo, para que fossem condenados instantaneamente à morte.

Referências

  1. Oseias, 9:13
  2. Gênesis, 49:22
  3. Deuteronômio, 33:13-16
  4. Isaías, 28:1
  5. a b Jewish Encyclopedia
 No Velho Testamento, o segundo filho de José e Asenste (gêneses 41:50-52;46:20). Contrariando a maneira tradicional, Efraim recebeu a bênção da primogenitura em vez de manásses, que era o filho mais velho ( Gêneses 48:17-20). Efraim tornou-se o pai da tribo que leva seu nome. Tribo de Efraim: recebeu a primogenitura de Israel (1 Crônicas 5:1-2 , Jeremias 31:9). Nos últimos dias essa tribo tem o privilégio e responsabilidade de portar o sacerdócio, levar ao mundo a mensagem do evangelho restaurado e levantar um estandarte a fim de reunir a Israel dispersa ( Isaías 11:12-13; 2 Nefi. 21:12-13).

OS filhos de Efraim coroarão de glória os que retornarem dos países do norte nos últimos dias (Doutrina e convênios, capítulo 133:26-34). Vara de Efraim ou vara de José: Registro de um grupo da vara de Efraim que foi conduzido de Jerusalém a América aproximadamente em 600 a.C. O registro desse grupo e chamado de vara de Efraim ou de José, ou Livro de Mórmon. Este registro e a vara de Judá ( a Bíblia) formam um Testemunho unificado do Senhor Jesus Cristo, de sua ressurreição e de sua obra divina realizada entre estes dois ramos da casa de Israel.

Referências da Bíblia Sagrada: Gêneses 50:24-26, 30-31. Ezequiel 37:15-19 Isaías 11:12-12

Referências do Livro de Mórmon, um outro Testamento de Jesus Cristo. 2 Nefi 21:12-13 2 Nefi 3:12 2 Nefi capítulo 29

Bibliografia

  • McConkie, Bruce R, The Millennial Messiah, 1982, cap. 16.
Abdão

Abdão ou Abdom foi o décimo primeiro juiz de Israel na ordem cronológica de juízes. Pertencia à tribo de Efraim. Era filho de Hillel.

Exerceu o cargo de juiz durante oito anos (1165 a.C à 1157 a.C). Teve como sucessor Sansão. E depois dele julgou a Israel Adom, filho de Hilel, o piratonita, que tinha este quarenta filhos, e trinta netos, que cavalgavam sobre setenta jumentos; e julgou a Israel oito anos. (Juízes 12:13-14)

Arimateia

Arimateia (em grego antigo: Ἁριμαθαία) foi uma cidade de Judá, de acordo com o evangelho de Lucas. Onde viveu José de Arimateia, que doou a caverna do túmulo em Jerusalém para o sepultamento de Jesus.

Coate

Coate, na Bíblia, é um dos filhos de Levi, ancestral de várias famílias importantes, inclusive, através de seu neto Aarão, dos Sumos Sacerdotes de Israel e dos Cohen.

Efraim

Efraim (em hebraico: אֶפְרַיִם/אֶפְרָיִם, padrão Efráyim, tiberiano ʾEp̄ráyim/ʾEp̄rāyim) foi, de acordo com o Livro de Gênesis, o segundo filho de José e Asenet, uma mulher egípcia a quem o Faraó teria presenteado José como esposa, filha de Potífera, sacerdote de Om. (Gênesis 41:50-52) Efraim nasceu no Egito, antes da chegada dos filhos de Israel, vindos de Canaã. Também é uma região nas imediações da antiga Israel, possui região montanhosa chamada Samir, onde habitava Tola, homem que se levanta para livrar Israel. Bíblia Sagrada, Juízes 10:1.

Elcana

Elcana é um personagem bíblico do Antigo Testamento, mencionado no livro de I Samuel como filho de Jeroão e oriundo de Ramataim-Zofim, da região montanhosa de Efraim.

Segundo a Bíblia, Elcana tinha duas mulheres: Ana e Penina. Penina deu-lhe vários filhos. Ana, contudo era estéril e não lhe dava descendência.

Entretanto, Elcana tornou-se, pela providência divina, o pai de Samuel, considerado o último Juiz do período dos Juízes na história política de Israel.

Elcana morava na tribo de Efraim mas era um Levita coatita e antepassado de Samuel portanto da tribo de Levi, Elcana era chamado de Efraimita pq o território que lhe coube foi na tribo de Efraim, não pq era descendente de Efraim. (1Sa 1:1; 1Cr 6:33-38) É também chamado Zofai, forma alternativa do mesmo nome. — 1Cr 6:26.

Árvore genealógica baseada em I Samuel

Segundo o Primeiro Livro das Crônicas, capítulo 6, Elcana era levita, descendente direto de Corá. Como os levitas não possuíam herança de terras, também eram conhecidos pela território tribal onde nasceram. Elcana, portanto, era um levita efraimita. Por isso, seu filho Samuel servia no tabernáculo, pois somente os levitas poderiam fazê-lo.

Elisama (filho de Amiúde)

Elisama, filho de Amiúde, da tribo de Efraim, foi o avô de Josué (Núm 1:10; 2:18; 1Cr 7:26, 27). Elisama era um dos doze maiorais designados por Jeová para ajudar Moisés e Aarão no registro dos filhos de Israel para o exército. Ele comandava também o exército da sua tribo (Núm 1:1-4, 17; 2:18; 10:22). Além de participar na oferenda em grupo feita pelos maiorais depois da ereção do tabernáculo, Elisama apresentou depois a sua própria oferta no sétimo dia da inauguração do altar (Núm 7:1, 2, 5, 10, 11, 48-53).

Jeroboão I

Jeroboão I foi o primeiro rei de Israel após a divisão do Reino de Israel em dois novos reinos. Pertencia à Tribo de Efraim, seu pai chamava-se Nebate e sua mãe Zeruá. Ainda jovem, serviu ao rei Salomão como chefe dos servos da tribo de José.(I Reis 11:28)

Durante o reinado de Salomão, Jeroboão se rebelou contra ele, aconselhado pelo profeta Aías que lhe comunicou haver sido escolhido por Deus para reinar sobre dez das doze tribos de Israel, tirando o poder de Salomão, como castigo por este ter adorado outros deuses.(I Reis 11:29-38). Sabendo disso, Salomão procurou matar Jeroboão, que fugiu e refugiou-se no Egito onde permaneceu até a morte de Salomão.(I Reis 11:40) Nessa ocasião, já era Sheshonq I (na Bíblia, ele é chamado Sisaque) o Faraó do Egito.

Após a morte de Salomão as dez tribos de Israel não aceitaram seu filho Roboão como novo rei, achavam-se subjugados duramente por Salomão e Roboão declarou que reinaria com mais rigor ainda que seu pai.(I Reis 12:11-14)

Então as dez tribos aclamaram Jeroboão, que havia voltado do Egito, como seu rei, num reino que continuaria com o nome de Reino de Israel, também chamado de Reino de Efraim (por ser a Tribo de Efraim a maior das dez tribos), Reino das dez Tribos, Reino de Israel Setentrional e, mais tarde, Reino da Samaria.(I Reis 12:20)

Roboão reinaria unicamente sobre as tribos de Judá e Benjamim, num reino que passaria a chamar-se de Reino de Judá.

Depois de ser aclamado rei pelas dez Tribos em Siquém, Jeroboão escolheu esta cidade como capital, na região montanhosa de Efraim, mas depois mudou a capital para Peniel.(I Reis 12:25). No seu 5.º ano de reinado, o Faraó Sheshonq I realiza uma expedição militar na Palestina.

Procurou impedir que os seus súditos tivessem que se deslocar ao Templo de Jerusalém, capital do Reino de Judá, para adoração. Temendo que isso pudesse promover a reunificação dos reinos, Jeroboão mandou erigir dois santuários com bezerros de ouro no seu reino, em Dã, no norte do país, e outro, em Betel, no sul.(I Reis 12:28-29)

Conforme as palavras do mesmo profeta Aías, por Jeroboão não ter praticado boas obras em seu reinado, seria destituído e cairiam sobre ele e sua família os castigos de Deus.(I Reis 14:7-14)

Reinou durante 22 anos, sucedendo-lhe no trono, seu filho Nadabe (I Reis 14:20). Nadabe reinou por dois anos e foi morto por Baasa, que o sucedeu.(I Reis 15:25-28)

Josué

Josué, também chamado Oseias (Nm 13, 8 - 14, 6) (ou Joshua, do hebraico יהושוע בן נון, Yehoshua ou Yeshua, significa "Javé Salva" ou "Javé é Salvação", Iesous na transliteração para o grego, e na forma latina, Jesus), Josué era chamado originalmente de Oseias, entretanto, seu nome fora mudado por Moisés, em Cades.Oseias significa “salvação”, todavia, seguindo a prática hebreia e semítica de mudar o nome a fim de ratificar a mudança de posição ou destino, Moisés, influenciado pelo Espírito de Deus, muda o nome do primogênito da tribo de Efraim para Yehōshuāh. Com a mudança do nome, altera-se também a função e a responsabilidade dele diante de Deus e do povo de Israel.

No cânon hebraico, o livro de Josué é o primeiro rolo dos “Livros dos Profetas”; de acordo com a tradição judaico-cristã, é o nome do líder de Israel, sucessor do profeta Moisés. Filho de Num, da Tribo de Efraim, Josué foi ajudante de Moisés durante o êxodo dos israelitas do Egito e os 40 anos pelo deserto do Sinai. Quando Eldade e Medade estavam cheios do Espírito de Deus e profetizando, Josué rogou a Moisés que os proibisse, mas Moisés não o atendeu dizendo: "Quem dera todo o povo do Senhor fosse profeta e que o Senhor pusesse o seu Espírito sobre eles!". Depois da morte de Moisés, Josué liderou o povo de Israel na conquista das cidades-estados da terra de Canaã. E foi responsável por conduzir os israelitas à Terra Prometida. A narrativa bíblica deixa claro que Josué foi um dos maiores estrategistas da História da Humanidade, tendo liderado o povo de Israel em conflito com cerca de trinta cidades da terra de Canaã, durante a campanha militar de invasão do seu povo. Nota-se sua inteligência como estrategista de guerra do numeroso exército que comandava em obediência ao mandado de Deus de fazer juízo contra os povos de Canaã, que dentre outras barbaridades faziam sacrifícios humanos, inclusive de crianças, às suas divindades de barro. Diferente de outros povos que invadiam e dominavam territórios na Antiguidade, escravizando parte daqueles que eram derrotados e/ou exigindo o pagamento periódico de tributos, a campanha liderada por Josué era para conquistar a Terra Prometida e para isso em muitos momentos precisou executar pessoas. No entanto, para aqueles que voluntariamente declaravam adoração ao Deus dos hebreus, como fez Raabe (de Jericó) e sua família, poderiam conviver com o povo hebreu sem serem molestados.

As destruições das cidades de Jericó e de Ai são contadas minuciosamente na Bíblia, e relatam a liderança de Josué na conquista daquelas cidades-estado. No caso da cidade de Ai (a segunda a ser invadida), como a cidade também era murada e apresentou uma resistência melhor no primeiro ataque, Josué armou uma emboscada atrás da cidade. Quando instigou o Rei de Ai a sair da cidade com seu exército para persegui-lo com os israelitas, Josué tinha deixado um grupo de cinco mil homens escondidos atrás da cidade, que a invadiram nesse momento, e a incendiaram. Em seguida cercaram o Rei de Ai com seu exército, que só nesse momento viu que tinham caído em uma armadilha e estavam cercados de ambos os lados pelos inimigos. O exército de Ai foi inteiramente derrotado pelos israelitas mas o Rei de Ai foi capturado vivo e conduzido a Josué. Em seguida, os israelitas voltaram a cidade de Ai e mataram toda a população, não parando até que foram mortos todos os habitantes de Ai. Segundo a Bíblia, o total de mortos da cidade foi de doze mil pessoas. Em seguida, Josué ordenou que a cidade fosse incendiada, transformando-a em um montão de cinzas. O Rei de Ai foi executado após a total destruição de sua cidade, sendo enforcado em uma árvore.

José (filho de Jacob)

José (em hebraico יוֹסֵף, significando "Yahweh acrescenta"; Yôsēp em hebraico tiberiano; mais tarde designado como צפנת פענח, Tzáfnat panéach, em hebraico padrão ou Ṣāp̄ənaṯ paʿănēªḥ em hebraico tiberiano, do egípcio que significaria "Descobridor das coisas ocultas") foi o décimo primeiro filho de Jacó, nascido de Raquel, citado no Antigo Testamento, em

Gênesis 37:, considerado o fundador da tribo de José, constituída, por sua vez, da tribo de Efraim e da tribo de Manassés (seus filhos). Quando foi coroado como um homem de confiança ao Faraó, foi-lhe concedida a mão de Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om.

Jotão

Jotão era o 70.º filho de Gideão. Jotão contou aos moradores de Siquém, na Tribo de Efraim, uma fábula sobre as plantas que procuravam um rei. Contando a fábula, ele quis pôr ênfase na inutilidade de tirania. (Juízes 9)

Jotão ou Jotam, Rei do Reino de Judá. (II Reis 19)

Nadabe (filho de Jeroboão)

Nadabe ou Nadab (em hebraico significa "liberal" ou "bem disposto"), filho de Jeroboão I, tornou-se no segundo rei de Israel por volta de 913 a.C., segundo algumas cronologias (I Reis 14:20).

Durante o cerco a Gibetom, uma cidade ao sul de Dã, (Josué 19:44) Baasa conspirou contra ele e o assassinou (I Reis 15:25-28), após este ter reinado por dois anos. A morte de Nadabe foi seguida pela de todos de sua casa, e desse modo a grande família Jeroboão foi extinta (I Reis 15:29).

Nebate

Nebate, natural de Zereda, foi o pai de Jeroboão I, primeiro Rei de Israel após a divisão das 12 tribos.

Jeroboão era filho de Nebate, da tribo de Efraim, e de Zerua; quando da revolta de Jeroboão contra Salomão, Zerua era viúva.Jeroboão:Ampliador - que o povo se multiplique.

Nebate hebraico: aspecto - aparência.

Zerua: hebraico: leproso.

Zereda:hebraico: refrigerante, fresquidão.

Num

Num (em hebraico: נזירה), na Bíblia hebraica, foi um homem da tribo de Efraim, neto de Amiúde, filho de Elisama, e pai de Josué. Ele cresceu e pode ter vivido toda a sua vida no cativeiro egípcio dos israelitas, onde os egípcios os fizeram trabalhar sem descanso, "tornando-lhes a vida amarga com o trabalho árduo - procurar argila, fazer tijolos, todos os tipos de trabalho do campo; e em todo esse trabalho duro não foram misericordiosos com eles."(Êxodo 1:14) Em aramaico, "nun" significa "serpente". Assim, o Midrash diz: "O filho que dele cujo nome era como o nome de um peixe iria levá-los [os israelitas] para a terra." (Gênesis Rabá 97:3).

Os lugares tradicionais do túmulo de Num próximo de seu filho Josué, que, de acordo com Josué 24:30, está enterrado em Timnate-Sera enquanto em Juízes 2:9 é mencionado como Timnate-Heres. A aldeia palestina de nome semelhante chamada de Kifl Hares/Timnat Heres, localizada a noroeste de Ariel em Samaria na região da Cisjordânia, agora circunda ambos os túmulos.

Tribo de Manassés

A tribo de Manassés (em hebraico: מְנַשֶּׁה, hebraico moderno Mənašše, hebraico tiberiano Mənaššeh, de נשני, naššānî, "feito para esquecer") foi uma das Tribos de Israel; juntamente com a Tribo de Efraim, Manassés formou também a Casa de José. No seu apogeu, seu território se espalhava ao longo do rio Jordão, formando duas metades, uma em cada lado do rio. A metade ocidental da tribo ocupou as terras imediatamente a norte de Efraim, no centro-oeste de Canaã, entre o rio Jordão e a costa do mar Mediterrâneo, fazendo limite ao norte com a Tribo de Issacar, a noroeste com o monte Carmelo; a metade oriental da tribo constituía a parte mais ao norte da tribo, a leste do rio Jordão, ocupando as terras ao norte da tribo de Gade, estendendo-se desde Maanaim ao sul até o monte Hermon, ao norte, e incluindo todo o do planalto de Basã. Esses territórios eram abundantes em terra e água, uma preciosidade em Canaã, e por isso, constituía uma das mais valiosas partes do planeta; apesar disso, a posição geográfica de Manassés impossibilitava-se de defender três importantes passagens nas montanhas - Esdraelon, localizada a oeste do rio Jordão ,Hauran, a leste e hamazon ao sul. A tribo é representada pelo boi (ox).

Zabade

Zabade ou Zabode é o nome de vários personagens bíblicos:

Zabade, da tribo de Judá, filho do profeta Natã, e pai de Eflal.

Zabode, da tribo de Efraim, filho de Taate e pai de Sutela.

Zabade, filho de Alai, um dos homens fortes de Davi. Alguns autores supõem que Alai, o pai de Zabade, é idêntico a Atai, o pai de Natã, e que "filho" tem o significado de "descendente", ou seja, Zabade, o valente de Davi, seria idêntico a Zabade, filho do profeta Natã.

Zabade, filho de Simeate, um amonita, um dos dois assassinos de Joás. Em II Reis, ele é chamado Jozacar.

Três homens que tomaram mulheres estrangeiras e foram persuadidos por Esdras a se divorciarem delas.

== Referências ==

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.