The City of New York vs. Homer Simpson

"The City of New York vs. Homer Simpson" (em português: A cidade de Nova Iorque vs. Homer Simpson) é o primeiro episódio da nona temporada de The Simpsons, exibido originalmente nos Estados Unidos em 21 de setembro de 1997 na Fox. No episódio, a família Simpson viaja para Manhattan para recuperar o carro da família, que foi tomado emprestado por Barney Gumble e abandonado do lado de fora do complexo de edifícios World Trade Center, ganhando várias multas e um wheel clamp. Ao chegar em Nova Iorque, a família passeia pela cidade, enquanto Homer espera por um agente de trânsito ao lado do carro no World Trade Center para remover o wheel clamp. No entanto, tal agente aparece enquanto Homer está usando o banheiro de uma das torres. Frustrado, Homer decide tirar o carro de lá com o wheel clamp anexado à roda. Ele finalmente consegue removê-lo e vai até o Central Park se reencontrar com o resto de sua família para deixar a cidade.

O roteirista Ian Maxtone-Graham teve a ideia de fazer um episódio no qual a família Simpson viaja a Nova Iorque para recuperar seu carro. Os produtores executivos Bill Oakley e Josh Weinstein sugeriram que o carro fosse encontrado na praça do World Trade Center, por ser um local amplamente conhecido. Grandes extensões da cidade foram fotografadas a fim de produzir uma réplica detalhada de Manhattan. O episódio foi bem recebido pelos críticos de televisão e, desde então, integra as listas dos melhores episódios da série. A sequência musical da canção "You're Checkin' In" ganhou dois prêmios. Devido ao papel central do World Trade Center no episódio, este teve sua exibição suspensa em diversas áreas após os ataques de 11 de setembro de 2001, sendo retomada apenas recentemente.

"The City of New York vs. Homer Simpson"
179.º episódio da .ª temporada de Os Simpsons
The City of New York vs. Homer Simpson
Representação da cidade de Nova Iorque no episódio.
Informação geral
Escrito por Ian Maxtone-Graham
Produzido por Bill Oakley
Josh Weinstein
Transmissão original {{{data original}}}
Convidados

Michael Dees, interpretando "New York, New York"
Joan Kenley como mulher no telefone

Cronologia
"The Secret War of Lisa Simpson"

Produção

O roteirista Ian Maxtone-Graham, um ex-residente de Nova York, concebeu a ideia de fazer um episódio no qual a família viaja para a cidade para localizar seu carro perdido, acreditando se tratar de "um clássico problema de Manhattan".[1] O produtor Bill Oakley, que havia visitado o World Trade Center quando a construção das torres foi concluída em 1973, sugeriu que o carro fosse encontrado estacionado na praça do complexo de edifícios.[2] Segundo o também produtor Josh Weinstein, "quando percebemos que havia uma praça entre as duas torres, sabíamos que ela era o local perfeito para o carro de Homer".[3]

Os animadores foram orientados a fazer uma réplica detalhada da cidade para o episódio. O animador David Silverman foi enviado para Manhattan para tirar centenas de fotos da cidade e dos arredores do World Trade Center.[2] Quando ele retornou, o supervisor de design Lance Wilder e sua equipe levaram algum tempo para desenvolver novas cenas e planos de fundo, incorporando pequenos detalhes, como sinais luminosos e centenas de figurantes que iriam ilustrar corretamente a cidade.[4] Oakley e Weinstein ficaram muito satisfeitos com os resultados finais, e ambos observaram que prédios, ruas e até cabines de elevadores foram detalhados de maneira fidedigna a seus homólogos do mundo real.[2][3] Na cena final, na qual a família é vista deixando de Nova Iorque de carro através da Ponte George Washington, os créditos rolam com a "câmera" gradualmente recuando do carro, mostrando-o lateralmente e, em seguida, mostrando uma vista panorâmica da cidade, como se toda a sequência tivesse sido filmada a partir de um helicóptero. Para conseguir esse efeito, um modelo de computador da ponte sendo puxada para trás foi feito e, em seguida, impresso. Através das impressões, fotocópias foram feitas traçadas para as células de animação. O processo foi demorado e caro, já que o uso de animação por computador ainda não era comum quando o episódio foi produzido. O diretor Jim Reardon queria imitar os filmes que terminam de maneira semelhante. Segundo ele, "todos os filmes realizados em Nova Iorque puxavam a imagem para trás se os personagens saíssem da cidade de uma ponte".[4] Pouco antes do episódio ir ao ar, a equipe de produção entrou em contato com a Fox para se certificar de que a emissora não iria inserir anúncios durantes os créditos.[3]

Ken Keeler, que escreveu a letra do número musical "You're Checkin' In", passou duas horas isolado numa sala para escrever a canção. Após mostrar a letra para o resto da equipe de produção, algumas revisões foram feitas, embora pouco tenha sido alterado. Bill Oakley ficou insatisfeito com a parte da sequência onde um dos personagens afirma: "Ei, isso é apenas a minha aspirina!", afirmando que uma fala melhor poderia ter sido inserida no lugar desta.[2]

Enredo

Homer e seus amigos vão ao Bar do Moe após o trabalho. Moe lhes informa que, devido ao fato de dirigirem alcoolizados frequentemente, um deles deve ser escolhido para ficar sóbrio e poder levar os demais para casa. Assim sendo, eles fazem um sorteio usando o pote de ovos em conserva: quem ficar com o ovo preto não poderá beber naquela noite. Para seu desespero, Barney acaba sendo o escolhido e fica num estado mental cada vez mais frágil ao ver seus amigos se intoxicarem cada vez mais. Ele quase cede quando Duffman aparece com uma enorme caneca de cerveja, que Barney está proibido de beber.

Ainda sóbrio, Barney deixa Homer, Lenny e Carl em suas respectivas casas usando o carro de Homer. Homer está bêbado demais para perceber o frágil estado de espírito de Barney, dizendo a ele para "colocar o carro debaixo da porta" na manhã seguinte. Barney acelera par alonge com o carro de Homer. Dois meses depois, ele retorna ao bar do Moe sem a menor lembrança do que aconteceu com o carro.

Homer recebe uma carta da cidade de Nova Iorque lhe informando que seu carro foi encontrado estacionado ilegalmente no meio da praça do World Trade Center.[5] É então que Homer revela à família que ele havia estado em Nova York antes, quando tinha 17 anos de idade, tendo passado por uma experiência desagradável naquela cidade; um flashback mostra Homer sendo roubado diversas vezes em Nova Iorque. Embora relutante, ele concorda em retornar à cidade após ser convencido pela família.

Os Simpsons chegam a Nova Iorque de ônibus.[5] Homer sai à procura de seu carro, enquanto Marge, Bart, Lisa e Maggie vão passear pela cidade. Homer encontra seu carro estacionado entre as duas torres do World Trade Center, com o pára-brisa coberto de multas e a roda imobilizada por um wheel clamp.[6] Enquanto espera pelo agente de trânsito para resolver a situação de seu veículo, Homer bebe muito suco de caranguejo que comprou de um vendedor de rua e precisa usar o banheiro.[5] Ele corre até o topo de uma das torres, mas descobre que o banheiro está em reforma. Ele corre até o topo da outra torre e enfim consegue usar o banheiro. No entanto, ele se desencontra com o agente de trânsito durante a correria e acaba recebendo outra multa.[5] Enquanto isso, a família visita a Estátua da Liberdade e assiste a um espetáculo na Broadway. Bart conhece o escritório da revista Mad.[7]

O sol começa a se pôr e Homer entra em pânico, não querendo estar nas ruas de Nova York depois de escurecer. Ele vai embora com o wheel clamp ainda preso à roda, danificando seriamente seu veículo.[6] A velocidade lenta do carro detém o tráfego; Homer decide, então, usar uma britadeira para remover o wheel clamp, o que funciona, apesar de deixar seu carro ainda mais danificado.[6] Ele reencontra os membros de sua família no Central Park, onde estavam desfrutando de um passeio de carruagem. Homer coloca-os apressadamente dentro do carro. A família está feliz e faz planos para regressar, enquanto Homer range os dentes e engole a raiva enquanto é atingido pelo resíduo hospitalar que está caindo do caminhão de lixo que está na frente deles no trânsito.[8]

Referências culturais

A canção usada durante as primeiras aparições de Duffman é "Oh Yeah" da banda Yello, popularizada na cena final de Ferris Bueller's Day Off. A loja The Famous Ray's Original Pizza que Homer vê é uma paródia ao grande número de pizzarias em Nova Iorque intituladas "Ray's".[2] Quando o ônibus pelo qual a família viaja até Nova Iorque passa por judeus hassídicos, Bart os confunde com os membros da banda ZZ Top.[9][8] Quando Bart visita o escritório da revista Mad, ele vê Alfred E. Neuman, os personagens de Spy vs. Spy e o cartunista Dave Berg.[9] O ator no número musical "You're Checkin' In" foi baseado em Robert Downey Jr. (à la seu personagem em Less Than Zero), que estava lutando contra o vício em cocaína quando o episódio foi escrito, assim como o personagem do espetáculo da Broadway assistido por Marge e Lisa.[1][10] A sequência em que Homer corre ao lado da carruagem no Central Park é uma referência à cena de corrida de carruagens do filme Ben-Hur.[9][8] A cena final do episódio, quando a família está atravessando a Ponte George Washington para retornar para Springfield, apresenta uma versão da canção "New York, New York", que continua tocando ao longo dos créditos.[9]

Várias referências culturais são feitas durante o flashback em que Homer se recorda sobre sua visita anterior à cidade de Nova Iorque. Durante todo o flashback, a canção "The Entertainer", famosa por integrar a trilha sonora do filme The Sting, é tocada.[9] O roteirista Ian Maxtone-Graham chamou a atenção do diretor Jim Reardon para canção e lhe pediu para tentar encaixá-la no flashback. Segundo Maxtone-Graham, "a música e as piadas visuais encaixam-se perfeitamente".[1] No início da cena, Homer passa por três salas de cinema pornográfico, que estão exibindo "The Godfather's Parts, II" ("As Partes do Chefão II"), "Jeremiah's Johnson" ("O Pênis de Jeremiah") e "Five Sleazy Pieces" ("Cinco Peças Sujas"), uma brincadeira com os títulos de The Godfather Part II, Jeremiah Johnson e Five Easy Pieces. Woody Allen também é visto durante o flashback, jogando lixo de uma janela em cima de Homer.[9][8]

Repercussão

O episódio foi, em grande parte, bem recebido pelo público e pela crítica. Em sua exibição original nos Estados Unidos, "The City of New York vs. Homer Simpson" marcou 10.7 pontos de audiência e 17,77% de share.[11] Com o episódio, The Simpsons atingiu sua maior audiência entre o público de 18 a 49 anos desde a exibição de "The Springfield Files" em 12 de janeiro de 1997.[11] O episódio recebeu uma nota média de 9,0 dos usuários do portal TV.com.[12] No Internet Movie Database, recebeu uma nota média de 8,9 dos usuários.[13]

A canção "You're Checkin' In" ganhou o prêmio Emmy de melhor realização individual em letra e música em 1998,[14] assim como o prêmio Annie de melhor música numa produção animada de televisão naquele mesmo ano.[15] Em comemoração ao 300.º episódio da série, em 2003, a revista Entertainment Weekly classificou o episódio como o 13.º melhor de todo o seriado,[16] enquanto o portal AskMen.com o classificou como sendo o sétimo melhor;[17] em ambos os casos se tratou do segundo episódio mais atual das listas. A IGN nomeou "The City of New York vs. Homer Simpson" como sendo o melhor episódio da nona temporada, alegando que "este é um episódio muito engraçado, que começou a nona temporada com uma marca forte".[18] Desde o lançamento da nona temporada em DVD, o episódio tem sido destacada pelos críticos de jornais para demonstrar a excelência da temporada.[19][20][21][22]

No entanto, o episódio também foi alvo de críticas negativas. Ian Jones e Steve Williams, escrevendo para o site britânico de crítica televisiva Off the Telly alegaram que o episódio "abandonou qualquer pretensão de uma trama, resultando em piadas visuais e vinhetas individuais, desconectadas". Os dois comentaram que este foi o episódio de estreia de uma temporada de The Simpsons do qual menos gostaram.[23] Em outro artigo em Off the Telly, Jones e Williams escreveram que o episódio "não foi mostrado, por razões de mau-gosto e nunca apareceu na televisão terrestrial na Grã-Bretanha", referindo-se ao fato de que a BBC Dois havia começado a transmitir a nona temporada em sua grade a partir de outubro de 2001.[24] Desde então, o episódio foi exibido pela Sky One em 7 de agosto de 2005 com alguns cortes.[25]

Censura

Devido à proeminência do World Trade Center na trama, o episódio foi retirado de transmissão após os atentados de 11 de setembro de 2001.[2][26] Desde então, voltou a ser redistribuído em algumas áreas;[27] no entanto, partes do episódio são frequentemente editadas.[3] Uma das cenas mais censuradas é aquela em que dois homens discutem do alto das torres do complexo de edifícios. Um homem, na Torre 2, diz: "Eles enfiam todos os idiotas na Torre 1". O co-produtor executivo do seriado, Bill Oakley, comentou, após os ataques, que a frase era "lamentável".[2]

Referências

  1. a b c Maxtone-Graham, Ian. (2006). The Simpsons: A Nona Temporada Completa. Comentário para o episódio "The City of New York vs. Homer Simpson". [DVD]. 20th Century Fox.
  2. a b c d e f g Oakley, Bill. (2006). The Simpsons: A Nona Temporada Completa. Comentário para o episódio "The City of New York vs. Homer Simpson". [DVD]. 20th Century Fox.
  3. a b c d Weinstein, Josh. (2006). The Simpsons: A Nona Temporada Completa. Comentário para o episódio "The City of New York vs. Homer Simpson". [DVD]. 20th Century Fox.
  4. a b Reardon, Jim. (2006). The Simpsons: A Nona Temporada Completa. Comentário para o episódio "The City of New York vs. Homer Simpson". [DVD]. 20th Century Fox.
  5. a b c d «The City of New York vs. Homer Simpson Episode Recap» TV.com. Página acessada em 19 de julho de 2011
  6. a b c «The City of New York vs. Homer Simpson» TheSimpsons.com. Página acessada em 19 de julho de 2011
  7. Binder, Rene. "MAD meets the Simpsons" Arquivado em 24 de março de 2010, no Wayback Machine.. MADTrash.com. Página acessada em 19 de julho de 2011
  8. a b c d Gimple, Scott (1999). The Simpsons Forever!: A Complete Guide to Our Favorite Family ...Continued. Harper Collins Publishers. pp. 10–11. ISBN 0-06-098763-4
  9. a b c d e f Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome BBC
  10. «National News Briefs; Actor Sent to Jail For Continued Drug Use» The New York Times. 9 de dezembro de 1997. Página acessada em 16 de julho de 2011
  11. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome SNPP
  12. «The City of New York vs. Homer Simpson Reviews» TV.com. Página acessada em 19 de julho de 2011
  13. «"Os Simpsons" The City of New York vs. Homer Simpson (1997) - Classifiações do utilizador» Internet Movie Database. Página acessada em 19 de julho de 2011
  14. «Every show, every winner, every nominee» The Envelope. Página acessada em 16 de julho de 2011
  15. «Legacy: 26th Annual Annie Award Nominees and Winners (1998)» Annie Awards. Página acessada em 16 de julho de 2011
  16. «The Family Dynamic» Entertainment Weekly. 6 de fevereiro de 2003. Página acessada em 16 de julho de 2011
  17. Weir, Rich. "Top 10: Simpsons Episodes". Askmen.com. Página acessada em 16 de julho de 2011
  18. Goldman, Eric; Dan Iverson, Brian Zoromski. "The Simpsons: 17 Seasons, 17 Episodes". IGN. 8 de setembro de 2006. Página acessada em 16 de julho de 2011
  19. Vancini, Daniel. "The Simpsons – The Complete Ninth Season (1997)". Editorial Reviews (Amazon.com). Página acessada em 16 de julho de 2011
  20. Da redação. "DVDS: NEW RELEASES". The Daily Mirror. 2 de fevereiro de 2007. p. 7
  21. Evans, Mark . "Simpsons Season 9". Evening Herald. 27 de janeiro de 2007. p. 25
  22. Da redação. "Present perfect; Still scrambling? Try these panic gifts with class". Grand Rapids Press. 17 de dezembro de 2006. pp. D1
  23. Williams, Steve; Ian Jones (março de 2005). "NOW LET US NEVER SPEAK OF IT AGAIN: Ian Jones and Steve Williams on the second decade of The Simpsons". Off the Telly. 14 de dezembro de 2007. Página acessada em 16 de julho de 2011
  24. Williams, Steve; Ian Jones (março de 2005). "That is so 1991!: Steve Williams and Ian Jones on the BBC's scheduling of The Simpsons". Off the Telly. 20 de dezembro de 2007. Página acessada em 16 de julho de 2011
  25. «British Censorship of The Simpsons» Simpson Crazy. Página acessada em 19 de julho de 2011
  26. Snierson, Dan. "'Simpsons' exec producer Al Jean: 'I completely understand' if reruns with nuclear jokes are pulled". Entertainment Weekly. 27 de março de 2001. Página acessada em 16 de julho de 2011
  27. Gumb, James. "5 Controversial Banned TV Episodes". Screen Junkies. 29 de abril de 2011. Página acessada em 16 de julho de 2011

Bibliografia

Ligações externas

Bart Star

O craque é Bart é o sexto episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons que foi ao ar em 9 de novembro de 1997 no Estados Unidos.Nesse episódio, aparece o pai de Nelson.

Das Bus

O ônibus é o décimo quarto episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

King of the Hill (The Simpsons)

"O rei da montanha" é o 23º episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

Lisa's Sax

"O saxofone de Lisa" é o terceiro episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

Nesse episódio é revelado que Milhouse tem indícios de ser homossexual.

Lisa the Simpson

"Lisa, uma Simpson" é o décimo sétimo episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

Lisa the Skeptic

Lisa, a cética é um episódio da 9ª temporada de Os Simpsons.

Lista de episódios de Os Simpsons (temporadas 1–20)

The Simpsons é uma sitcom animada norte-americana criada por Matt Groening para a Fox Broadcasting Company. A série é uma paródia satírica do estilo de vida da classe média dos Estados Unidos, simbolizada pela família protagonista, que consiste de Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie. A série se passa na fictícia cidade de Springfield e satiriza a cultura e a sociedade norte-americanas, a televisão e vários aspectos da condição humana. A família foi concebida por Groening pouco antes de uma solicitação do produtor James L. Brooks para uma série de curtas de animação. Groening elaborou uma família disfuncional e nomeou os personagens como os membros de sua própria família, substituindo o seu próprio nome por Bart. Os curtas tornaram-se parte do programa The Tracey Ullman Show em 19 de abril de 1987. Após três temporadas, o projeto foi transformado em um programa para o horário nobre, tornando-se um sucesso na Fox.Desde sua estreia, em 17 de dezembro de 1989, foram exibidos 639 episódios. The Simpsons é uma das séries dos Estados Unidos de maior duração e o programa de horário nobre há mais tempo em transmissão. Em fevereiro de 2012, os Simpsons chegaram ao seu 500º episódio na vigésima terceira temporada. Com a vigésima primeira temporada (2009-10), a série superou Gunsmoke em temporadas para reivindicar o local como a mais longa série de televisão americana do horário nobre, e depois também superou Gunsmoke na contagem de episódios com o episódio "Forgive and Regret" em 29 de abril de 2018.Os spisódios de The Simpsons ganharam dezenas de prêmios, incluindo 31 Prêmios Emmy (com dez coml o Melhor Programa Animado), 30 Prêmios Annie e um Prêmio Peabody. The Simpsons Movie um longa-metragem, foi lançado nos cinemas em todo o mundo nos dias 26 e 27 de julho de 2007 e arrecadou US $ 526,2 milhões em todo o mundo. As primeiras dezessete temporadas estão disponíveis em DVD nas regiões 1, 2 e 4, com a vigésima temporada lançada em DVD e Blu-ray em 2010 para comemorar o 20.º aniversário da série. Em 8 de abril de 2015, o apresentador Al Jean anunciou que não haveria mais lançamentos de DVD ou Blu-ray, mudando o foco para a distribuição digital, embora isso tenha sido posteriormente revertido em 22 de julho de 2017.Em 4 de novembro de 2016, The Simpsons foi renovado às temporadas 29 e 30. Chegou ao seu 600º episódio em 16 de outubro de 2016, na vigésima oitava temporada. A vigésima nona temporada está programada para estrear em 1 de outubro de 2017.

Lost Our Lisa

"Lisa se perdeu" é o vigésimo quarto episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

Miracle on Evergreen Terrace

Miracle on Evergreen Terrace é o décimo episódio da nona temporada da série de animação norte-americana The Simpsons. Foi exibido originalmente pela Fox Broadcasting Company na noite de 21 de dezembro de 1997. No episódio, Bart acidentalmente arruína o Natal da família Simpson após incendiar a árvore e todos os presentes. Foi escrito por Ron Hauge, dirigido por Bob Anderson e apresenta Alex Trebek como a estrela convidada, interpretando ele mesmo. Ron se inspirou em escrever o episódio após saber que um orfanato havia sido furtado.

O episódio foi assistido por cerca de 9,6 milhões de domicílios, sendo o segundo programa de maior audiência da Fox nessa semana, segundo as estatísticas publicadas pelo serviço de mediação de audiências Nielsen Ratings. Além disso, foi recebido com opiniões mistas a partir dos analistas especializados em televisão.

Moonshine River

"Moonshine River" é o primeiro episódio da 24ª temporada do seriado de animação de comédia de situação "The Simpsons". O episódio foi originalmente ao ar em 30 de setembro de 2012. "Moonshine River" tem 10 estrelas convidadas, Ken Burns, Zooey Deschanel, Sarah Michelle Gellar, Anne Hathaway, Maurice LaMarche, Don Pardo, Natalie Portman, Kevin Michael Richardson, Al Roker e Sarah Silverman. Deschanel, Gellar, Hathaway, Portman e Silverman reprisam seus papeis como as anteriores pretendentes a namorada de Bart, Mary Spuckler (de "Apocalypse Cow"), Gina Vendetti (de "The Wandering Juvie"), Jenny (de "The Good, the Sad and the Drugly"), Darcy (de "Little Big Girl") e Nikki (de "Stealing First Base"), respectivamente. Este é o segundo episódio em que a família Simpson viaja até Nova Iorque, sendo que aprimeira foi em "The City of New York vs. Homer Simpson".

Realty Bites

Propriedade indesejada é um episódio da 9ª temporada de Os Simpsons.

The Cartridge Family

The Cartridge Family é o quinto episódio da nona temporada do seriado de animação The Simpsons, exibido originalmente pela Fox Broadcasting Company em 2 de Novembro de 1997. No episódio, Homer compra uma arma para proteger sua família, o que faz Marge se aprovar. O episódio teve a intenção de mostrar as armas de uma forma neutra, e enfrentou alguns problemas. O episódio foi escrito por John Swartzwelder e dirigido por Pete Michels.Em sua exibição original, o episódio foi assistido por 10,3 milhões de espectadores.

The Last Temptation of Krust

The Last Temptation of Krust, (em português: ""A última tentação de Krusty"") é o décimo quinto episódio da nona temporada de The Simpsons. Foi escrito por Donick Cary e dirigido por Mike B. Anderson. O episódio foi o originalmente exibido em 22 de Fevereiro de 1998. O comediante Jay Leno faz uma aparição como convidado. Na trama do episódio, Bart convence Krusty, o Palhaço a participar de um festival de comédia organizado por Jay Leno, mas o material velho de Krusty não agrada ao público, e recebe críticas negativas.

The Principal and the Pauper

"The Principal and the Pauper" é o segundo episódio da nona temporada de The Simpsons, exibido originalmente em 28 de setembro de 1997 na Fox. No episódio, Seymour Skinner comemora o seu vigésimo aniversário como diretor da Escola Primária de Springfield, quando um homem chega afirmando que Skinner assumiu sua identidade. Skinner admite que seu nome verdadeiro é Armin Tamzarian, e que ele havia pensado o verdadeiro Seymour Skinner, um amigo do exército, tinha morrido na Guerra do Vietnã. Armin deixa Springfield, mas é convencido a voltar mais tarde. O episódio foi escrito por Ken Keeler e foi dirigido por Steven Dean Moore. A estrela convidada para o episódio foi Martin Sheen, que interpretou o verdadeiro Seymour Skinner. Foi produzido por Bill Oakley e Josh Weinstein para a oitava temporada, porém foi emitido como parte da nona.

"The Principal and the Pauper" é um dos episódios mais controversos de The Simpsons. Muitos fãs e críticos reagiram negativamente à revelação de que o Diretor Skinner, um personagem recorrente desde a primeira temporada, era um impostor. O episódio tem sido criticado pelo criador da série Matt Groening e Harry Shearer, que faz a voz de Skinner. Apesar disso, Ken Keeler considera o episódio o melhor trabalho que ele já fez para a televisão. Bill Oakley e Josh Weinstein, também defenderam o episódio.

The Trouble with Trillions

"The Trouble with Trillions" é o vigésimo episódio da nona temporada de The Simpsons, exibido originalmente em 5 de abril de 1998. Foi escrito por Ian Maxtone-Graham e dirigido por Swinton O. Scott III. No episódio, Homer está sendo enviado pelo FBI para tentar obter uma cédula de um trilhão de dólares que Montgomery Burns não conseguiu entregar para a Europa durante a era do pós-guerra.

The Two Mrs. Nahasapeemapetilons

O casamento de Apu é o sétimo episódio da 9ª Temporada de Os Simpsons.

Trash of the Titans

Empate de Titãs é um episódio de Os Simpsons.

Treehouse of Horror VIII

"Treehouse of Horror VIII" é o quarto episódio da nona temporada de The Simpsons e o oitavo especial de Dia das Bruxas da série. Foi exibido pela primeira vez em 26 de outubro de 1997 nos Estados Unidos pelo canal FOX. Assim como nos outros especiais, a oitava edição também é dividida em três contos de terror: um em que Homer Simpson sobrevive a uma explosão nuclear em Springfield, outro em que Bart Simpson troca de cabeça com uma mosca e o último em que Marge Simpson e suas irmãs são bruxas em um período colonial. O especial contou com a direção de Mark Kirkland e a participação de Marcia Wallace, Tress MacNeille, e Maggie Roswell.Cada uma das três histórias possui diversas referências a produtos, começando pelos títulos "O Homem HΩmega" (o filme The Omega Man), "Mosca contra Mosca" (Fly vs. Fly - a história Spy vs. Spy e o filme The Fly) e "O Covil das Bruxas" (Easy Bake Coven - ao conto Easy Bake Oven). Na primeira história, foi cantada a música "War" por Dan Castellaneta. O episódio foi indicado a dois prêmios no ano seguinte, um Emmy e um Golden Reel Award, dos quais só ganhou o segundo. Na sua exibição original, "Treehouse of Horror VIII" foi assistido por 10,9 milhões de agregados familiares.

Exibição
Episódios

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.