Seleção Sérvia de Voleibol Feminino

A Seleção Sérvia de Voleibol Feminino é uma equipe nacional europeia de voleibol que representa a Sérvia nas competições internacionais. É regulamentada mantida pela Federação Sérvia de Voleibol e atualmente ocupa a primeira posição no ranking mundial da FIVB, segundo dados de 21 de outubro de 2018.[1]

Sérvia
Voleibol Volleyball (indoor) pictogram.svg
Bandeira
Informações gerais
Federação Federação Sérvia de Voleibol
Sigla FIVB SRB
Confederação CEV
Ranking FIVB 1° (em 21 de outubro de 2018)
Técnico Sérvia Zoran Terzić
Jogos Olímpicos
Participações 3 (Primeira em 2008)
Melhor 2º (2016)
Última 2º (2016)
Campeonato Mundial
Participações 4 (Primeira em 2006)
Melhor 1º (2018)
Última 1º (2018)
Campeonato Europeu
Participações 8 (Primeira em 2003)
Melhor 1º (2011 e 2017)
Última 1º (2017)
Kit left arm.png Kit body whitecollar.png Kit right arm.png
Kit shorts
Cores do Time
1º uniforme
Kit left arm.png Kit body redcollar.png Kit right arm.png
Kit shorts
Cores do Time
2º uniforme
Kit left arm.png Kit body unknown.png Kit right arm.png
Kit shorts
Cores do Time
3º uniforme

História

Jogadoras sérvias competem pela seleção nacional desde 1951, quando representaram a então Iugoslávia no Campeonato Europeu. Até 1991 a seleção competia sob a bandeira da República Socialista Federativa da Iugoslávia, entre 1992 e 2002 como República Federal da Iugoslávia e entre 2003 e 2006 como Sérvia e Montenegro.[2]

Foi no último ano como Sérvia e Montenegro que a seleção sérvia começou a se consolidar no cenário mundial. Com apenas uma participação anterior em Campeonato Mundiais, a seleção conquistou um inédito terceiro lugar no Japão em 2006. A partir de então disputa a maioria dos principais campeonatos internacionais e possui como resultados mais expressivos a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2016, a medalha de ouro nos Campeonatos Europeus de 2011 e 2017 e as medalhas de bronze nos Grand Prix de 2011, 2013 e 2017.[2]

Em 2018 conquistou seu principal título até então quando venceu o Campeonato Mundial, no Japão, em uma final contra a Itália.[3]

Principais resultados

Jogos Olímpicos

Ano Sede Colocação
2008 China Pequim
2012 Reino Unido Londres 11º
2016 Brasil Rio de Janeiro

Campeonato Mundial

Ano Sede Colocação
1978  União Soviética 16º1
2006  Japão 2
2010  Japão
2014  Itália
2018  Japão

Campeonato Europeu

Ano Sede Colocação
1951  França 1
1958  Tchecoslováquia 1
1963 Roménia 1
1971  Itália 14º1
1975 Iugoslávia 1
1977  Finlândia 1
1979  França 10º1
1981  Bulgária 11º1
1989  Alemanha Ocidental 1
1991  Itália 12º1
2003  Turquia 10º2
2005  Croácia 2
2007  Bélgica
 Luxemburgo
2009  Polónia
2011  Sérvia
 Itália
2013  Alemanha
Suíça
2015  Bélgica
 Países Baixos
2017  Azerbaijão
 Geórgia

Liga das Nações

Ano Sede Colocação
2018 China Nanquim

Grand Prix

Ano Sede Colocação
2011 Macau Macau
2012 China Ningbo 11º
2013 Japão Sapporo
2014 Japão Tóquio
2015 Estados Unidos Omaha
2016 Tailândia Bancoque
2017 China Nanquim

Copa do Mundo

Ano Sede Colocação
2007  Japão
2011  Japão
2015  Japão

Liga Europeia

Ano Sede Colocação
2009 Turquia Kayseri
2010 Turquia Ankara
2011 Turquia Istambul
2012 República Checa Karlovy Vary
2013 Bulgária Varna

Jogos Europeus

Ano Sede Colocação
2015 Azerbaijão Baku

Elenco atual

Convocação para o Campeonato Europeu de 2017:[4]

No. Nome Data de nascimento Pos Altura Peso Ataque Bloqueio Clube 2016–17
1 Bianka Buša 25 de julho de 1994 P 1,87 m (6 ft 2 in) 74 kg (160 lb) 293 cm (120 in) 282 cm (110 in) Itália Metalleghe Montichiari
4 Bojana Živković 29 de março de 1988 LV 1,86 m (6 ft 1 in) 72 kg (160 lb) 300 cm (120 in) 292 cm (110 in) Suíça Voléro Zürich
5 Mina Popović 16 de setembro de 1994 C 1,87 m (6 ft 2 in) 73 kg (160 lb) 315 cm (120 in) 305 cm (120 in) Itália Foppapedretti Bergamo
6 Tijana Malešević 18 de março de 1991 P 1,85 m (6 ft 1 in) 78 kg (170 lb) 300 cm (120 in) 286 cm (110 in) Brasil Vôlei Nestlé Osasco
9 Brankica Mihajlović 13 de abril de 1991 P 1,90 m (6 ft 3 in) 83 kg (180 lb) 315 cm (120 in) 311 cm (120 in) Japão JT Marvelous
10 Slađana Mirković 7 de outubro de 1995 LV 1,85 m (6 ft 1 in) 78 kg (170 lb) 293 cm (120 in) 282 cm (110 in) Azerbaijão Telekom Baku
11 Stefana Veljković 9 de janeiro de 1990 C 1,90 m (6 ft 3 in) 76 kg (170 lb) 320 cm (130 in) 305 cm (120 in) Polónia Chemik Police
12 Teodora Pušić 12 de março de 1993 LB 1,70 m (5 ft 7 in) 58 kg (130 lb) 270 cm (110 in) 260 cm (100 in) Sérvia Vizura Belgrado
13 Ana Bjelica 3 de abril de 1992 O 1,90 m (6 ft 3 in) 78 kg (170 lb) 310 cm (120 in) 305 cm (120 in) Brasil Vôlei Nestlé Osasco
15 Jovana Stevanović 30 de junho de 1992 C 1,92 m (6 ft 4 in) 72 kg (160 lb) 308 cm (120 in) 295 cm (120 in) Itália Pomì Casalmaggiore
16 Milena Rašić (Capitão) 25 de outubro de 1990 C 1,91 m (6 ft 3 in) 72 kg (160 lb) 318 cm (130 in) 315 cm (120 in) Turquia Vakıfbank Istambul
18 Tijana Bošković 8 de março de 1997 O 1,93 m (6 ft 4 in) 82 kg (180 lb) 325 cm (130 in) 317 cm (120 in) Turquia Eczacıbaşı VitrA Istambul
19 Bojana Milenković 6 de março de 1997 P 1,85 m (6 ft 1 in) 70 kg (150 lb) 294 cm (120 in) 288 cm (110 in) Sérvia Estrela Vermelha Belgrado
20 Jelena Blagojević 1 de dezembro de 1988 LB 1,81 m (5 ft 11 in) 68 kg (150 lb) 267 cm (110 in) 242 cm (95 in) Polónia Chemik Police

Referências

  1. «FIVB Senior World Ranking - Women» (em inglês). FIVB. 21 de outubro de 2018. Consultado em 2 de março de 2019
  2. a b «FIVB World Championships Japan 2010 - Media Guide (pág 144–149)». FIVB. Consultado em 16 de maio de 2011
  3. «Sérvia supera fenômeno Egonu, bate Itália e conquista o Mundial de vôlei». UOL Esporte. 20 de outubro de 2018. Consultado em 20 de outubro de 2018
  4. «SERBIA - FINAL TEAM LIST AND DELEGATION - EuroVolley W». eurovolleywomen2017.com. Consultado em 7 de maio de 2018

Ver também

Líbero (voleibol)

Líbero é uma posição do voleibol introduzida em 1993 pela FIVB. Trata-se de um termo invariável em todos os outros idiomas e suas características de atuação são jogar somente no fundo da quadra (posições 1, 5 e 6) no lugar de um dos jogadores de fundo, e é especializado nos fundamentos de recepção e defesa: as limitações de seu jogo o impedem de desenvolver todos os outros fundamentos, exceto levantamento em suspensão. Portanto:

Não pode sacar;

Não pode concluir uma ação de ataque (de nenhuma parte da quadra) se a bola estiver acima do bordo superior da rede (ou de seu prolongamento horizontal);

Se o líbero efetuar um levantamento invadindo a zona de ataque (à frente da linha dos três metros) um outro jogador não pode concluir uma ação de ataque golpeando a bola completamente acima do bordo superior da rede (esta limitação deriva da exigência de excluir o líbero do uso muito frequente do levantamento, que se efetua na zona de ataque como penúltimo toque da equipe).As substituições do líbero são ilimitadas e devem ser efetuadas antes do apito para o serviço, sem solicitar autorização ao árbitro. A permanência do jogador líbero está sujeita à rotação do titular de quem ele toma o seu lugar, tendo que, necessariamente, colocá-lo quando ele volta à primeira linha (posição 4). Normalmente, no voleibol moderno, o líbero entra no lugar do central do fundo e permanece na quadra até que, no rodízio, o outro central vá para o fundo (e, hipoteticamente, o líbero iria para a zona de ataque), dando lugar para aquele central que havia sido substituído; o líbero volta no rali seguinte, novamente no lugar do central do fundo.

Quando o levantador se encontra defendendo uma bola de um oponente ou estiver em apuros porque está longe ou no chão, geralmente intervém livre para driblar (atrás da linha de 3 metros, ou fora da zona de ataque) para que tenha ainda quatro jogadores disponíveis para o ataque.

Divisões
Copa
Seleções
Tópicos
Seleções nacionais de voleibol feminino da Europa
Europa ocidental
Leste Europeu
Europa setentrional
Europa meridional
Extintas

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.