Rio Minho

O Minho (em espanhol e em galego Miño) é um rio internacional que nasce a uma altitude de 750 m na serra de Meira, na Comunidade Autónoma da Galiza e percorre cerca de 340 quilómetros até desaguar no oceano Atlântico a sul da localidade da Guarda e a norte de Caminha. Nos últimos 75 quilómetros do seu percurso, entre Melgaço e a foz, o Minho serve de fronteira entre Espanha e Portugal.

Entre a nascente e a foz, o rio Minho passa por Lugo, Ourense, Melgaço, Monção, Tui, Valença, Vila Nova de Cerveira e Caminha.

O rio Minho era chamado de Minius ou Baenis pelos antigos historiadores.

Ponte Romana de Lugo, río Miño, Galicia, España
Ponte Romana sobre o Minho em Lugo (Galiza)
Puente Romano-Ponte Romana y Puente del Milenio-Ponte do Milenio. Ourense.
Pontes sobre o Minho na cidade de Ourense (Galiza)
Património Natural - Ilha dos Amores no Rio Minho
O Rio Minho e a Ilha dos Amores, junto a Vila Nova de Cerveira

Afluentes

Margem direita

Todos os afluentes da margem direita estão em Espanha.

Na Província de Pontevedra: rio Tamuxe (também chamado rio Carballas ou Carballo), rio Pego, rio Cereixo da Briña, rio Furnia (também chamado Forcadela), rio Louro, rio Tea, rio Caselas, rio Deva (há outro rio Deva na margem esquerda), rio Ribadil, rio Cea.

Na província de Ourense: rio Avia, rio Barbantiño. rio Bubal no limite da província de Ourense com a província de Lugo. Na província de Lugo: rio Asma, rio Toldao, rio Narón, rio Ferreira, rio Mera, rio Narla, rio Ladra, rio Támoga, rio Anllo e rio Trancoso, que faz a fronteira com Espanha em Fiães, Cristoval e S. Gregório - Melgaço.

Margem esquerda

Na margem esquerda há afluentes em Portugal que são os Rio Mouro, rio Gadanha e rio Coura e rio Trancoso, que faz a fronteira com Espanha em Fiães, Cristoval e S. Gregório - Melgaço

Afluentes em Espanha, rio Deva (há outro rio Deva pela margem direita), rio Arnoia, rio Barbaña (no concelho de Ourense), rio Lonia (no concelho de Ourense), rio Sil, rio Sardiñeira, rio Loio, rio Neira, rio Chamoso, rio Robra (também chamado rio Santa Marta), rio Lea, Rio Azúmara.

Ilhas

Existem 14 ilhas em todo o troço do rio Minho partilhado entre Portugal e Espanha, quatro das quais são consideradas como internacionais, não sendo "disputadas" por nenhum dos países. São os casos de Morraceira de Seixas, Morraceira de João de Sá e Varandas, estas mais próximas da freguesia de Lanhelas (Caminha), além da Morraceira, mais próxima da costa espanhola.

Atribuídas a Espanha estão as ilhas Canosa, Morraceira do Grilo, Morraceira das Varandas, Vacariza e Fillaboa. Esta última, com 110.000 metros quadrados, segundo o anúncio público feito pela autarquia galega de Salvaterra, que a adquiriu a privados, deverá "abrir ao público" em 2013 como centro de interpretação ambiental.

Consideradas território português no rio Minho são as ilhas dos Amores, Boega e Lenta, ambas em Vila Nova de Cerveira, e as de São Pedro e Conguedo, em Valença[1].

Cultura

O rio Minho era o viveiro mais importante na cria de peixes da Península Ibérica até a metade do século XX. Estragado por represamentos e poluição das águas, ficou convertido em uma sucessão de barragens. A riqueza natural dava emprego a uns três mil pescadores [2].

Salmões, sáveis, lampreias, enguias, solhas, bogas, escalos..., a variedade de peixes do Minho era grande. Com diferentes modos de pesca para satisfazer o consumo alimentar, como pesqueiras, com boitirão e cabaceira, além de algerife no arrasto, estacadas, tresmalho, redes de um pano, chumbeira, nassas, palangres e canas. Peixes destinados ao consumo local e à exportação, que chegou ao Brasil a finais do século XIX.

Pesca realizada desde embarcações, como o carocho e a masseira. Também navegaram pelo rio Minho barcaças de carga, vapores entre Valença e Caminha na metade do século XIX, e baixeis, pinaças, navios e naus na Idade Média, em tempos dos ativos portos de Tui e Valença.

Paisagem Cultural da Unesco

Em 2015 foi iniciado o processo de candidatura do estuário do rio Minho a Paisagem Cultural da Unesco pelas câmaras de Caminha e A Guarda.

Amêijoa asiática

Os últimos 40 quilómetros do rio Minho estão colonizados pela Amêijoa asiática (Corbicula fluminea). A amêijoa adaptou-se às condições e ocupou o espaço, quase eliminando outras espécies.

A amêijoa asiática foi detectada pela primeira vez no rio Minho em 1989. Antes disso, já tinha chegado ao Tejo, talvez à boleia em navios de transporte.

Ver também

Ligações externas

Referências

  1. «Ilha espanhola é a primeira das 14 existentes no rio Minho a abrir ao público»
  2. Vázquez, José Manuel (2015): O rio Minho galego-português, ISBN 9781326350161
Barbeita

Barbeita é uma freguesia portuguesa do concelho de Monção, em Portugal, com 7,53 km² de área e 1 016 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 134,9 h/km².

O nome de Barbeitas en árabe Barr baita é composto de barr que significa campo e baita que significa a casa. Barbeita significa o campo da casa.Confronta com o rio Minho, por nor­te, Ceivães e Segude, por nascente, Merufe, por sul, e Longos Vales e Bela, por poente.

São seus lugares principais: Merim, Tarendo, Bogadela, S. Tiago, Cabo, Ponte do Mouro, Bairro Alto, Abeção, Padreiro, Araújo, Souto e Tola.

Caminha

Caminha é uma vila raiana portuguesa no Distrito de Viana do Castelo, região Norte e sub-região do Alto Minho, com cerca de 2 500 habitantes.

É sede de um município com 136,52 km² de área e 16 684 habitantes (2011), subdividido em 14 freguesias. O município é limitado a nordeste pelo município de Vila Nova de Cerveira, a sudeste por Ponte de Lima, a sul por Viana do Castelo, a norte pela Galiza e a oeste pelo Oceano Atlântico.

A foz do rio Minho situa-se em Caminha, fazendo este rio parte integrante da paisagem da vila. Para atravessá-lo rumo à vizinha Galiza, existe um terminal fluvial de barcos, que transportam não só passageiros, mas também automóveis.

Castelo da Peroxa

O castelo da Peroxa, ou castelo de San Xes da Peroxa, está situado na paróquia de São Xes, no concelho auriense da Peroxa, na Galiza, (Espanha).

Constitui-se em um castelo medieval, erguido numa colina escarpada sobre o vale do arroio Rial, afluente do rio Minho, e que só suaviza a sua pendente no lado que mira a povoação.

Está situado a Sudeste da povoação, no lugar ocupado previamente por um assentamento castrejo. Desde este lugar dominam-se visualmente amplas zonas do vale do Minho.

Castelo de Salvaterra

O Castelo de Salvaterra, também conhecido como Castelo de Dona Urraca, localiza-se no concelho de Salvaterra de Miño, província de Pontevedra, na comunidade autônoma da Galiza, na Espanha.

Ergue-se no alto de um monte, em posição dominante sobre o rio Minho, no centro histórico da povoação.

Castelo de Tebra

O Castelo de Tebra ou Torre de Tebra localiza-se no lugar do Outeiro, na paróquia de Santa María de Tebra, concelho de Tomiño, comarca de Vigo, província de Pontevedra, na comunidade autônoma da Galiza, na Espanha.

Constitui-se num castelo medieval erguido no vale do rio Tebra, afluente do rio Minho.

Charles Lindbergh

Charles Augustus Lindbergh (Detroit, 4 de fevereiro de 1902 — Havaí, 26 de agosto de 1974) foi um pioneiro da aviação estadunidense e ficou famoso por ter feito o primeiro voo solitário transatlântico sem escalas em avião, em 1927.

Gondarém

Gondarém é uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Nova de Cerveira, com 7,13 km² de área e 1 010 habitantes (2011). Densidade: 141,7 hab/km².

Frente a Gondarém, no rio Minho, encontra-se a Ilha da Boega.

Lugo (província)

Lugo é uma das quatro províncias da Galiza. É a província mais extensa da comunidade e a de menor povoação relativa. Limita a norte com o mar Cantábrico, a oeste com a província da Corunha e a província de Pontevedra, a sul com a província de Ourense e a leste com o Principado das Astúrias e a província de Leão, pertencente a Castela e Leão. A sua capital é Lugo, e as principais localidades trás a capital são Monforte de Lemos, Viveiro, Vilalba, Sarria, Foz, Ribadeo, Chantada e Burela. A sua população é de 357625 habitantes em 2006. Um quarto da população da província vive na capital, Lugo.

Minho

Minho ou Miño pode referir-se a:

Rio Minho — rio que nasce em Espanha (onde se escreve Miño) e faz fronteira com Portugal entre Melgaço e Caminha

Monção (Portugal)

Monção é uma vila raiana portuguesa no Distrito de Viana do Castelo, região do Norte e sub-região do Alto Minho, com cerca de 19 230 habitantes.

É sede de um município com 211,31 km² de área e 19 230 habitantes (2011), subdividido em 24 freguesias. O município é limitado a norte por Salvaterra do Minho (Galiza) e Arbo (Galiza), a leste pelo município de Melgaço, a sul por Arcos de Valdevez, a sudoeste por Paredes de Coura e a oeste por Valença.

O ponto mais alto do concelho no alto de S. António de Vale dos Poldros, com 1 114 metros de altitude, na freguesia de Riba de Mouro.

Está localizado a dois quilómetros do município galego de Salvaterra do Minho, ao qual está ligado por uma ponte sobre o rio Minho.

Pontevedra (província)

Pontevedra é uma das quatro províncias que compõem a comunidade autónoma da Galiza, em Espanha. A sua capital é Pontevedra, e o seu município mais populoso é Vigo. Tem 4 495 km² de área e em 2016 tinha 944 346 habitantes (densidade: 210,1 hab./km²).

É limitada a norte pela província de Corunha, a leste pelas de Lugo e Ourense, a oeste pelo oceano Atlântico e a sul por Portugal, do qual está separada pelo rio Minho.

Compreende as comarcas do Salnés, Pontevedra, Morraço, Vigo, Val Minhor e Baixo Minho na região costeira, conhecida como Rias Baixas, e as de Caldas de Reis, Tabeirós - Terra de Montes, Deza, O Condado e Paradanta no interior, abrangendo um total de 62 municípios.

Pontevedra é o centro administrativo, monumental, turístico e judicial, com 82 549 habitantes (2016), ainda que o maior município seja Vigo (292 817 hab.), importante porto marítimo — o primeiro porto pesqueiro da Europa — centro comercial e cabeceira de uma das áreas industriais da Galiza. Outras cidades importantes são Vilagarcía de Arousa (37 283), Redondela (29 563), Marín (24 878), Cangas (26 584), A Estrada (20 891), Lalín (20 044) e Ponteareas (22 963).

Raimundo de Borgonha

Raimundo de Borgonha (Besançon, 1070 — Grajal de Campos, 24 de maio de 1107) foi o quarto filho de Guilherme I "o Grande", conde de Borgonha, e tinha como apanágio o pequeno condado de Amous.

Visitou pela primeira vez a Península Ibérica, entre o ano de 1086 ou 1087, acompanhando o duque Odo da Borgonha, e, pela segunda vez em 1090 para casar com Urraca de Leão e Castela, única filha legítima e herdeira de Afonso VI, imperador de Leão e Castela e Constança da Borgonha.

Vinha, desta feita, acompanhado por seu primo Henrique, Conde de Portugal, que recebeu como mulher a outra filha de Afonso VI de Leão e Castela, Teresa de Leão. Pelo seu casamento D. Raimundo recebeu em apanágio, como feudo, segundo as práticas peninsulares, o condado da Galiza, que se estendia para sul até ao Rio Minho. O Condado Portucalense (entre o Rio Minho e o Rio Douro) em Coimbra, foi atribuído como condado a D. Henrique, nascendo assim o condado Portucalense sob a égide da Casa de Borgonha (1096).

Rio Ita

A Rio Ita é uma empresa de ônibus brasileira com sede no município de São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro. É uma das empresas do Grupo Rio Ita, que administra outras viações como Expresso Rio de Janeiro, Auto Ônibus Fagundes, Viação Tanguaense, Expresso Tanguá e Transturismo Rio Minho.

Rio Sil

O rio Sil é um rio da Galiza e é o principal afluente do Rio Minho. Nasce em La Cueta, na Província de León, ao pé de Peña Orniz, a 1.980 metros de altitude. Após passar pela comarca de El Bierzo e pela cidade de Ponferrada, entra na Galiza pela província de Ourense, onde atravessa o Montefurado. Antigamente o rio rodeava este monte em um percurso de 3 km.

Na metade de seu tramo ele define a fronteira entre as províncias de Lugo e Ourense. Ele se junta com o Minho na povoação de Os Peares. Antes dele chegar no Rio Minho estão os Canions do Sil. O seu curso é de 228 km e a sua bacia hidrográfica é de 4.500 km²

Salvaterra do Minho

Salvaterra do Minho (em galego: Salvaterra de Miño) é um município raiano da Galiza da comarca do Condado na província de Pontevedra, comunidade autónoma da Galiza, (Espanha de área 62 km² com população de 8761 habitantes (2007) e densidade populacional de 127,65 hab/km².Está localizado a dois quilómetros do município português de Monção, ao qual está ligado por uma ponte sobre o rio Minho.

No contexto da Guerra de Restauração, esteve sob domínio de Portugal entre 1643 e 1659.

Transturismo Rio Minho

A Transturismo Rio Minho mais conhecida como Rio Minho é uma empresa de ônibus urbano situado no município de Niterói. Atualmente opera linhas intermunicipais ligando Niterói à cidades da Baixada Fluminense e Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

É uma das empresas do grupo Rio Ita.

Tratado de Lisboa

Tratado de Lisboa pode referir-se a:

Tratado de Lisboa (1668) — que pôs termo à Guerra da Restauração, entre Portugal e Espanha

Tratado de Lisboa (1701) — pelo qual Portugal se aliou à França no apoio a Filipe V na Guerra da Sucessão Espanhola

Tratado de Lisboa (1835) — entre Espanha e Portugal para regulamentar a navegação no rio Douro

Tratado de Lisboa (1859) — de demarcação e troca de algumas possessões portuguesas e neerlandesas no arquipélago de Solor e Timor

Tratado de Lisboa (1864) — entre Portugal e Espanha, para definição das fronteiras comuns entre a foz do rio Minho e a confluência do Caia com o Guadiana

Tratado de Lisboa (2007) — ou tratado de reforma institucional da União Europeia, que substituiu a falhada constituição europeia

Tui

Tui (em galego e oficialmente: Tui; em castelhano: Tuy) é um município raiano da Espanha que se encontra na comarca do Baixo Minho, província de Pontevedra, comunidade autónoma da Galiza. Tem 68,3 km² de área e em 2016 tinha 16 966 habitantes (densidade: 248,4 hab./km²).Situada à beira do rio Minho, esta é a principal fronteira – por autoestrada e caminho-de-ferro – entre a Galiza e Portugal (Valença do Minho).

O nome do município foi dado pelos romanos como Tude e mencionado pelos escritores Estrabão e Ptolemeu. Durante o período visigodo, a Catedral de Tui foi uma das sedes episcopais do reino da Galécia (corresponde à atual diocese de Tui-Vigo, mas chegou a abranger todo o Alto-Minho). Foi depois capital de uma das sete províncias do antigo Reino da Galiza até ao ano de 1833.

Hoje em dia, o centro do município está próximo da Loja de São Telmo. No alto do montezinho, a catedral preserva o período românico no seu vestíbulo principal e o gótico no ocidental.

A cidade tem dois museus, um dedicado à arqueologia e à arte sacra, e o outro é o museu diocesano.

Vila Nova de Cerveira

Vila Nova de Cerveira (conhecida frequentemente apenas por Cerveira) é uma vila portuguesa no Distrito de Viana do Castelo, região do Norte e sub-região do Alto Minho, com cerca de 1 400 habitantes.

É sede de um município com 108,47 km² de área e 9 253 habitantes (2011), subdividido em 11 freguesias. O município é limitado a nordeste pelo município de Valença, a leste por Paredes de Coura, a sueste por Ponte de Lima, a sudoeste por Caminha e a noroeste pela Galiza (concelhos do Rosal e Tomiño).

O ponto mais alto do concelho situa-se no alto de São Paio, com 638 metros de altitude, na freguesia de Loivo.

A sua principal freguesia é Campos, pois lá se situam os dois polos industriais, que desenvolvem e dinamizam todo o concelho e concelhos limítrofes.

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.