Junta da Galiza

A Junta da Galiza (em galego Xunta de Galicia,em castelhano Junta de Galicia) aparece definida no Estatuto de Autonomia da Galiza como o órgão colegiado do governo da Galiza. É composta pelo presidente, vice-presidentes e conselheiros. Os vice-presidentes e os conselheiros são nomeados pelo presidente. As funções administrativas da Galiza são efectuadas através da Xunta e das conselharias. A Presidência da Junta da Galiza está sediada no Paço de Raxoi.

A Junta regula os seus próprios tributos, elabora as normas para gerir os impostos estatais e elabora e aplica o orçamento da Galiza. Tem também competências exclusivas, no que se refere a: organização das suas instituições de autogoverno e das comarcas e freguesias rurais como entidades próprias da Galiza; ordenação do território e do litoral, urbanismo e habitação; actuações em relação às instituições do Direito Civil galego; normas processuais e procedimentos administrativos que derivem do Direito especificamente galego ou da organização dos poderes públicos; obras públicas; vias férreas, estradas e transporte; portos, aeroportos e heliportos; aproveitamentos florestais, hidráulicos e relativos à energia eléctrica; águas minerais e termais; pesca nos rios e águas interiores; feiras e mercados; artesanato, património artístico, bibliotecas, museus, conservatórios de música e serviços de Belas Artes; fomento da cultura e da investigação; promoção e ensino da língua galega, do turismo e do desporto; assistência social; criação de uma Polícia Autonómica; regime das fundações; casinos, jogos e apostas; centros de contratação de mercadorias e valores; confrarias de pescadores, câmaras distintas e normas adicionais sobre protecção do ambiente.

Conselharias

  • Conselharia de Presidência, Administrações Públicas e Justiça
  • Conselharia de Economia e Finanças
  • Conselharia de Política Territorial, Obras Públicas e Transportes
  • Conselharia de Educação e Ordenamento Universitário
  • Conselharia de Saúde
  • Conselharia de Pesca e Assuntos Marítimos
  • Conselharia de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável
  • Conselharia de Trabalho
  • Conselharia de Indústria, Turismo, Comércio e Inovação
  • Conselharia de Cultura e Desporto
  • Conselharia de Meio Rural
  • Conselharia de Habitação e Solo

Cargos

  • Presidente: Alberto Núñez Feijóo (PPdeG)
  • Conselheiro da Presidência, Administrações Públicas e Justiça: Alfonso Rueda Valenzuela (PPdeG)
  • Conselheiro de Economia e Indústria: Javier Guerra (PPdeG)
  • Conselheiro de Educação e Ordenamento Universitário: Jesús Vázquez Abad (PPdeG)
  • Conselheira de Saúde: Pilar Farjas (PPdeG)
  • Conselheira do Mar: Rosa Quintana Carballo (PPdeG)
  • Conselheiro do Ambiente, Território e Infraestruturas : Agustín Hernández Fernández de Rojas (PPdeG)
  • Conselheira de Trabalho e Bem-Estar: Beatriz Mato Otero (PPdeG)
  • Conselheiro de Cultura e Turismo: Roberto Varela Fariña (PPdeG)
  • Conselheiro de Meio Rural: Samuel Jesús Suárez Casado (PPdeG)
  • Conselheira de Finanças: Marta Fernández Currás (PPdeG)

Lista de presidentes

Ver também

Ligações externas

Alberto Núñez Feijóo

Alberto Núñez Feijóo (Ourense, 10 de setembro de 1961) é um político espanhol, atual presidente da Junta da Galiza desde 2009.Membro do Partido Popular da Galiza, do qual é o seu presidente, define-se ideológicamente como galeguista e reformista.

Centro Galego de Arte Contemporânea

O Centro Galego de Arte Contemporânea (CGAC) é um museu com sede em Santiago de Compostela, Galiza, Espanha, que tem como fim fomentar a cultura na Galiza mediante a exibição, deleite e conhecimento das tendências e correntes da criação artística contemporânea.

Diário Oficial da Galiza

O Diário Oficial da Galiza (DOG; em galego: Diario Oficial de Galicia) é o diário oficial da Comunidade Autónoma da Galiza, onde se divulgam com carácter oficial as normas jurídicas e outros actos da administração e do governo galego para que produzam os efeitos jurídicos correspondentes.

Emilio Pérez Touriño

Emilio Pérez Touriño (Corunha, 8 de agosto de 1948) é um político espanhol. Foi presidente de Galiza de 2005 a 2009.

Galiciana

Galiciana é a biblioteca digital da Galiza. Sua gestão corre a cargo da Biblioteca de Galiza e tem como missão difundir e preservar o património documentário e bibliográfico galego. Está impulsionada pela Conselheria de Cultura, Educação e Classificação Universitária da Junta da Galiza e a Fundação Cidade da Cultura de Galiza.

Galiza

A Galiza é uma Comunidade Autónoma espanhola, considerada pelo Estatuto Galego e pela Constituição Espanhola como nacionalidade histórica. Situada no noroeste da Península Ibérica, ocupa uma parte do território histórico da antiga Galécia e do Reino da Galiza (409–1833).

É formada pelas províncias da Corunha, Lugo, Ourense e Pontevedra. Geograficamente, limita a norte com o mar Cantábrico, ao sul com Portugal (Minho e Trás-os-Montes), a oeste com o oceano Atlântico e a leste com o Principado das Astúrias e Castela e Leão (províncias de Samora e de Leão). À Galiza pertencem o arquipélago das ilhas Cies, o arquipélago de Ons e o arquipélago de Sálvora, bem como as ilhas de Cortegada, Arouça, as Sisargas ou as Malveiras. A Galiza caracteriza-se, ao contrário de outras regiões espanholas, pela ausência de uma metrópole que domina o território. Com efeito, a rede urbana é constituída por 7 cidades principais (as quatro capitais de província A Corunha, Pontevedra, Ourense e Lugo, a capital política Santiago de Compostela e as cidades industriais Vigo e Ferrol) e outras pequenas cidades. A Galiza possuía em 2015 cerca de 2 726 291 de habitantes, com uma densidade demográfica elevada nas faixas entre a Corunha e Ferrol, a noroeste, e Pontevedra e Vigo a sudoeste. Santiago de Compostela é a capital política, com um estatuto especial, dentro da província da Corunha. É na sua capital que se situa um dos mais importantes santuários católicos do Ocidente, a Catedral de Santiago de Compostela.

O hino da Galiza, Os Pinos, elaborado por Eduardo Pondal, refere-se à Galiza como a nação de Breogão, herói da mitologia céltica.

Lista de presidentes da Galiza

Esta lista de presidentes da Galiza compreende todas as pessoas que exerceram a chefia da Junta da Galiza, desde o período da Transição democrática, com o advento do Estatuto de Autonomia de Galiza, até os dias atuais.

Manuel Fraga Iribarne

Manuel Fraga Iribarne GCC • GCSE • GCIH (Vilalba, 23 de novembro de 1922 — Madrid, 15 de janeiro de 2012) foi um político espanhol. Foi presidente de Galiza de 1990 até 2005, foi ministro de Informacão e Turismo (1962-1969) durante a ditadura de Francisco Franco e importante nome da transição à democracia e da elaboração da nova constituição do Reino de Espanha e senador às Cortes Gerais eleito pelo Parlamento da Galiza.

Licenciou-se em Direito e em Ciências Políticas e Económicas, e iniciou a actividade política em 1952, como secretário-geral do Instituto de Cultura Hispânica, e ocupou em seguida vários cargos na área da educação e da cultura. Em 1962 foi nomeado ministro da Informação e Turismo, na época em que a Espanha se tornou numa das principais potências do turismo.

Em 1973 é nomeado embaixador de Espanha no Reino Unido, e regressou ao seu país dois anos depois para integrar o primeiro Governo da reinstuarada monarquia, como vice-presidente e responsável pelos Assuntos Internos. Entre 1977 e 1978 fez parte do grupo que redige a Constituição espanhola, os Padres de la Constitución, e fundou a Aliança Popular, antecessora do actual Partido Popular (PP), cuja liderança deixa em 1987, quando é eleito deputado ao Parlamento europeu.

Desde a transição democrática, Fraga Iribarne apresentou-se a todas as eleições até 1986, tendo sido eleito deputado pela comunidade de Madrid nas eleições legislativas de 1977, 1979, 1982 e 1986.

Em 1989 liderou a lista do Partido Popular às eleições regionais da Galiza, vencendo com maioria absoluta, e tornando-se presidente da Junta. O êxito eleitoral veio a repetir-se nas três eleições seguintes - 1993, 1997 e 2001. Aos 82 anos, nas eleições regionais galegas de Junho de 2005, perde por um deputado a maioria absoluta (37 deputados do PP, 25 do PSOE e 13 do Bloco Nacionalista Galego) e abandona a presidência da Junta.

Autor de mais de 87 livros em castelhano e dois em galego.

A 16 de Março de 1964 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique de Portugal, a 23 de novembro de 1992 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a 23 de agosto de 1996 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal.

Medalha Castelao

A Medalha Castelao (em galego: Medalla Castelao) é uma condecoração de carácter civil atribuída pela Junta da Galiza, o governo autónomo da Galiza, Espanha, para homenagear pessoas ou instituições que desenvolveram, dentro ou fora da Galiza, uma obra artística, literária, cultural, científica ou em qualquer outra linha que o faça merecedor desta distinção.

Medalha da Galiza

A Medalha da Galiza (em galego: Medalla de Galicia) é uma distinção honorária que a Junta da Galiza concede a pessoas ou instituições pelos seus méritos ao serviço da Galiza em qualquer aspeto da realidade social, cultural ou económica.

Criada em 1984 com um único distintivo de ouro, conheceu um grande impulso com os sucessivos governos de Manuel Fraga Iribarne. Até o ano de 1991 eram entregues apenas quatro medalhas, duas delas a título póstumo, a partir dessa data foram criadas duas distinções a mais (prata e bronze) e chegaram a ser entregues trinta e quatro medalhas por edição. Com a chegada ao governo do bipartido liderado por Emilio Pérez Touriño, as categorias foram reduzidas novamente, a uma única medalha de ouro, com a finalidade de racionalizar e recuperar o valor máximo do galardão.

É a mais alta condecoração concedida pela Junta da Galiza. O seu ato de concessão geralmente coincide com a data de 25 de julho, o Dia Nacional da Galiza.

Mosteiro de Santo Estêvão de Ribas de Sil

O mosteiro de Santo Estêvão de Ribas de Sil (em galego: mosteiro de Santo Estevo de Ribas de Sil; em castelhano: monasterio de San Esteban de Ribas de Sil) é um antigo mosteiro beneditino de três claustros situado em Nogueira de Ramuín, na província de Ourense. Foi reabilitado como estabelecimento hoteleiro pela Junta da Galiza e cedido a Paradores de Turismo da Espanha. É considerado um bem de interesse cultural.

Normativa oficial do galego

A Normativa oficial do galego inclui as normas oficiais para a escrita da língua galega, e portanto a variedade padrão desta língua.

O Estatuto de Autonomia da Galiza dotou os poderes públicos galegos da competência com referência à língua galega. A 17 de Novembro de 1982 a Junta da Galiza estabeleceu que existiria uma norma de uso oficial para o ensino e que excluiria das ajudas econômicas os textos não publicados na "normativa oficial", em clara referência ao reintegracionismo.

A 3 de Julho de 1982, a Real Academia Galega e o Instituto da Língua Galega aprovaram em sessão conjunta as Normas Ortográficas e Morfológicas do Idioma Galego (NOMIG). Em Abril de 1983, a Junta da Galiza publicou o “Decreto de Normalização da Língua Galega” (Decreto de Normativización da Lingua Galega), que consagrava estas normas como modelo para a escrita da língua galega.

A variedade padrão, fixada entre Real Academia Galega (RAG) e o Instituto da Língua Galega (ILG), incluía inicialmente apenas indicações morfológicas e ortográficas. Porém, as Normas Ortográficas e Morfológicas do Idioma Galego, publicadas em 1983 e aplicadas no dicionário da RAG de 1997, incluíam umas trinta mil palavras.

Em 1990 a RAG e o ILG complementaram as normas com a publicação do Dicionário da Língua Galega, com 12.000 entradas, que constituía assim a normativa sobre o léxico (as Normas só tratam da ortografia e da morfologia). Com a publicação do VOLG em 2004 foram definidas de fato também as normas léxicas.

A Lei de normalização lingüística, aprovada pelo Parlamento da Galiza em 15 de Junho de 1983, estabeleceu a Real Academia Galega como autoridade para a normalização do galego.

Em 1995 modificaram-se parcialmente as NOMIG: por sugestão do Conselho Cientista do ILG (11 de Novembro de 1994), o Plenário da RAG ratificou estas leves modificações a 25 de Fevereiro de 1995. O novo texto foi publicado em maio e teve valor imediato, sem precisar de aprovação por parte do governo galego, que foi simplesmente informado.

Uma nova edição do Dicionário da RAG foi publicada em 1997, contendo cerca de 25 000 verbetes.

Paço de Raxoi

O Paço de Raxoi (em galego: Pazo de Raxoi; em castelhano: Palacio de Rajoy) está situado na Praça do Obradoiro, em Santiago de Compostela, capital da Galiza (Espanha). É a actual sede do governo municipal da cidade e também da Junta da Galiza.

O edifício é de estilo neoclássico, tendo sido a sua construção encomendada pelo arcebispo de Santiago, Bartolomeu de Raxoi e Lousada, no ano de 1766 com a finalidade de servir como seminário para confessores. O arquitecto francês Carlos Lemaur foi o responsável pela obra. No seu portal pode observar-se uma representação da batalha de Clavijo e uma escultura do apóstolo Tiago (Santiago).

Praça do Obradoiro

A Praça do Obradoiro (em galego: Praza do Obradoiro; em castelhano: Plaza del Obradoiro é a principal e mais famosa praça da cidade de Santiago de Compostela, capital da Galiza. Ali se encontram os edifícios mais emblemáticos da cidade. A fachada mais famosa da catedral, construída por cima do primitivo Pórtico da Glória românico, ocupa o lado oriental da praça. Em frente dela está o Paço de Raxoi, a sede do governo galego (Junta da Galiza) e do município compostelano. O lado norte é ocupado pelo Hospital dos Reis Católicos e no lado oposto, a sul, encontra-se o Colégio de São Jerónimo.

A extensa praça é o ponto de encontro dos peregrinos que fazem o Caminho de Santiago, o qual termina com visita do túmulo do apóstolo Santiago Maior na catedral. É também local habitual das manifestações políticas, como as ocorridas em maio de 2009 em prol do uso da língua galega.

Presidente da Junta da Galiza

Presidente da Junta da Galiza (em galego: Presidente da Xunta de Galicia) é o chefe do poder executivo da Galiza, ostentando a suprema representação da Comunidade Autônoma e a ordinária do Estado na Galiza. O atual presidente é Alberto Núñez Feijóo.O candidato é eleito pelo Parlamento da Galiza, por maioria absoluta, dentre os seus membros e é nomeado pelo Rei. A eleição acontece após o presidente do Parlamento propor o seu nome ante o plenário, depois de consultar os partidos que obtiveram representação na Câmara.

A sede da Presidência se encontra no Paço de Raxoi, situado na Praça do Obradoiro, em Santiago de Compostela. Sua residência oficial é o Palácio de Monte Pío.

Prêmio Nacional de Literatura

O Prêmio Nacional de Literatura (do galego: Premio Nacional de Literatura) foi um galardão outorgado pela Junta da Galiza e concedido por um jurado de quinze pessoas de distintos âmbitos da cultura galega, como um dos dez Prêmios Nacionais da Cultura Galega.

Os prêmios concederam-se a criadores vivos que destacam-se esse ano pelo seu labor neste campo artístico da literatura, ou em reconhecimento a uma trajectória. O prêmio convocou-se unicamente em 2008, edição na que os galardoados receberam 15.000 euros de prêmio.

Ainda que com vocação de continuidade, a mudança de governo produzida em 2009 supôs a interrupção da convocatória. Ao criarem-se em 2010 os Prêmios da Cultura Galega definiu-se como continuadora a categoria Prêmio Cultura Galega das Letras.

Prêmios da Cultura Galega

Os Prêmios da Cultura Galega são um conjunto de galardões concedidos pela Junta da Galiza a pessoas físicas ou jurídicas que destacassem nesse ano pelo seu labor em diversos campos artísticos. Os premiados são seleccionados por um jurado único formado por doze pessoas.

Os prêmios convocaram-se por primeira vez no ano 2010, ainda que nasceram como continuação dos Prêmios Nacionais da Cultura Galega, criados em 2008 e que tiveram uma única edição. A diferença dos anteriores, os prêmios não tem dotação econômica.

Residência Oficial de Monte Pío

A Residência Oficial de Monte Pío é designada como a residência oficial do Presidente da Junta da Galiza. Desenhada pelo arquiteto Manuel Gallego Jorreto, foi inaugurada em 2002 pelo presidente Manuel Fraga.

Conta com 70.000 m² de área, 25.000 m² de área construída, sendo que o edifício conta com uma zona própria para vivenda e outra para atividades institucionais. O complexo conta ainda com um parque aberto ao público. Os terrenos sob o qual a Residência foi construída, localizados no bairro de Casas Novas em Santiago de Compostela, foram cedidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia.

Santiago de Compostela

Santiago de Compostela ( ou São Tiago de Compostela em português ) é uma cidade e município (concello em galego) no noroeste de Espanha. É capital da comunidade autónoma da Galiza e faz parte da província da Corunha e da comarca de Santiago. O município tem 220 km² de área e em 2016 tinha 95 966 habitantes (densidade: 436,2 hab./km²).É uma cidade internacionalmente famosa como um dos destinos de peregrinação cristã mais importantes do mundo, cuja popularidade possivelmente só é superada por Roma e Jerusalém. Ligado a esta tradição, que remonta à fundação da cidade no século IX, destaca-se a catedral de Santiago de fachada barroca, que alberga o túmulo de Santiago Maior, um dos apóstolos de Jesus Cristo. A visita a esse túmulo marca o fim da peregrinação, cujos percursos, os chamados Caminhos de Santiago ou Via Láctea, se estendem por toda a Europa Ocidental ao longo de milhares de quilómetros. Desde 1985 que o seu centro histórico (cidade velha) está incluído na lista de Património Mundial da UNESCO. Em 1993 foi também incluído nessa lista o Caminho de Santiago, que já tinha sido classificado como o primeiro itinerário cultural europeu pelo Conselho da Europa em 1987. Foi uma das capitais europeias da cultura em 2000.Situa-se 70 km a sul da Corunha, 65 km a norte de Pontevedra, 100 km a noroeste de Ourense e 115 km a norte da fronteira portuguesa de Valença. Como capital da Galiza, ali está sediado o governo (Junta da Galiza) e o parlamento regionais galegos. É também uma importante cidade universitária, pela sua universidade, fundada em 1495 e que no ano letivo de 2011-2012 tinha mais de 28 000 alunos inscritos e no ano anterior tinha 2 164 docentes.

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.