Dólmen de Dombate

O dólmen de Dombate fica no concelho de Cabana de Bergantiños, na Galiza. Perto dele acham-se outros monumentos conhecidos pela existência de arte parietal: Pedra Cuberta e Casa dos Mouros. Construiu-se na primeira metade do Quarto milénio a.C. e a câmara a finais desse mesmo milénio. Foi usado em diferentes épocas de 3800 a.C. até 2700 a.C., momento no que foi clausurado.

No século XIX o historiador Manuel Murguía já escreveu sobre o dólmen e, em 1885, o poeta Eduardo Pondal imortalizou-o num poema em Queixumes dos Pinos.

Foi escavado pelo arqueólogo José María Bello Dieguez nos anos de 1987, 1988 e 1989.

O túmulo, ou mamoa, tem cerca de 24 m. de diâmetro e 1,80 m. de altura. Consta duma camada de terra escura coberta parcialmente por uma couraça pétrea formada por pedras planas depositadas horizontalmente, que marcam o perímetro, e pedras bem travadas no interior. Suspeita-se que originariamente o túmulo recobria até à altura do corredor e que a anta ficava à vista.

Dolmen de Dombate - Cabana de Bergantiños - A Coruña (excavacións 2009)
Escavações de 2009

A anta consiste numa câmara poligonal ancha formada por sete ortóstatos, um dos quais mede 4,64 x 3 m, e um corredor de três tramos, bem diferençado em planta e em secção. A entrada estava fechada com uma lousa vertical coberta de pedras. Entre alguns ortóstatos colocaram-se lousas alongadas pelo exterior para contribuir a fechar o oco. As gábias de sustentação atingem profundidades de 140 cm. na câmara e 70 cm. no corredor.

Sob o túmulo conhecido existiu um megálito anterior no tempo, de menor tamanho e complexidade, consistente numa câmara simples, alongada e aberta, composta por nove ortóstatos e dimensões de 240x190 cm. O seu túmulo tinha 10,5 m. de diâmetro e estava coberto por uma couraça de uma só camada de pedras.

No segmento inicial do corredor acharam-se 20 pequenos ídolos. Os ortóstatos da câmara contêm gravuras. Todas as lousas, tanto na câmara como no corredor, contam com pintura. Esta distribui-se em dois registos horizontais separados por uma faixa vermelha de pontos vermelhos e pretos, sendo o conjunto uma composição na que prima a geometricidade (ziguezagues, faixas verticais e oblíquas, ondulados, retículas, etc.).

Também se encontrara uma fileira de ídolos, vinte em total, colocados defronte ao corredor e no limite do túmulo e um notável enxoval lítico e cerâmico.

Dolmen de dombate 1
Vista do dólmen de Dombate

Ocupação

Os estudos sobre o dólmen de Dombate fazem pensar que este foi ocupado em quatro momentos:

  • Momento 1, que corresponde com o da sua criação, e que aconteceu entre 3800 e 3600 a.C. Durante a segunda metade do Quarto milénio e os dois primeiros terços do Terceiro só se ergueram dolmens de corredor.
  • Momento 2, por volta de 3000 a.C., durante o que se preparou e utilizou pela primeira vez a área de acesso.
  • Momento 3, por volta de 2700 a.C., quando se fechou finalmente o corredor e rematou o seu uso ritual.
  • Momento 4, possivelmente coincidente com a cultura do vaso campaniforme, durante o que se violou por vez primeira.

Situação actual e futuro

O dólmen de Dombate acha-se coberto por uma barraca dentro dum recinto fechado e de acesso restringido em horários de visita. A curto prazo, o arquitecto corunhês Francisco Vidal Pérez realizará o projecto de recuperação do dólmen de Dombate, reduzindo ao mínimo os elementos expositivos, que se trasladam ao centro de visitantes. Assim, o arquitecto corunhês propõe intervenções que ajudem a "suster e conservar" o monumento, com critérios de integração de paisagem e território.

Galeria de imagens

Camara dolmen dombate

Vista do interior da câmara do dólmen

Macrofotografia pinturas dolme dombate

Detalhe das pinturas

Vista xeral pinturas dolme dombate

Vista geral das pinturas

Ver também

Ligações externas

Cabana de Bergantinhos

Cabana de Bergantiños é um município da Espanha na província

da Corunha,

comunidade autónoma da Galiza, de área 99,8 km² com população de 5091 habitantes (2007) e densidade populacional de 51,01 hab./km².

Castro de Borneiro

O Castro de Borneiro é um povoado da cultura castreja situado na Galiza. Está datado de finais da Idade do Bronze e tem sido objecto de escavações arqueológicas e trabalhos de consolidação que permitem a sua visita.

Dólmen de Pedra Cuberta

O dólmen de Pedra Cuberta fica no concelho de Vimianzo, na Galiza. É de grandes dimensões, com um corredor de entrada de mais de seis metros (6,6 m.) de longo e uma altura de quase dois metros (1,80 m.). Falta-lhe a lousa de cobertura da câmara principal. Nele achou-se a pintura dum ídolo em cores vermelha e preta sobre branco.

Em 1934 o arqueólogo alemão Georg Leisner deu a conhecer internacionalmente a decoração pictórica existente na parte interna dos ortóstatos da câmara e o corredor. Os desenhos do dólmen, em branco e preto, mostram formas complexas, com linhas em ziguezague, triangulares, verticais e com motivos ondulados, ainda que no III Colóquio Internacional sobre Arte Megalítica (Corunha, 1997) denunciou-se a perda das imagens por desinteresse das administrações públicas.

As pinturas realizaram-se sobre uma camada de cor branca, provavelmente caulim, utilizando o preto e o vermelho. O vermelho preparou-se com óxidos de ferro e o preto com carvão vegetal aglutinados com albumina de ovo. São formas geométricas e linhas onduladas em vertical e horizontal, círculos concêntricos e triângulos.

Estão dispostas em três faixas horizontais, igual que no dólmen de Dombate. Na inferior vêem-se duas faixas paralelas longas de cor vermelha com forma de ondas de perfis rectos que parecem ziguezagues nuns lados e arcos superpostos noutros. Separa-se da média por duas faixas, uma preta e outra vermelha, e com linhas onduladas pretas por debaixo. Conta com linhas verticais grossas. A faixa superior separa-se com uma linha preta em ziguezague e triângulos, e nela vêem-se linhas onduladas, ziguezagues, orlas de cor vermelha, círculos concêntricos e trapézios.

Estas decorações são contínuas, isto é, abarcam a totalidade do monumento, corredor e câmara.

Lista de antas localizadas em Espanha

Esta é uma lista de antas localizadas em Espanha, lista não exaustiva das antas/dólmens/mamoas existentes em Espanha, mas tão só das registadas enquanto tal na Wikidata. A lista está ordenada alfabeticamente pela localização administrativa de cada anta.

Antas/dólmens/mamoas são construções megalíticas pré-históricas de carácter sepulcral para inumações colectivas constituídas por uma câmara formada por grandes esteios (pilares) de pedra e fechada no topo dos esteios por uma laje horizontal também de pedra, construção esta que era finalmente coberta por uma camada semicircular de terra e pedras, a mamoa, tendo esta camada de terra em muitos casos sido destruída pela erosão da chuva e do vento, e pela ação do homem, e daí as antas propriamente ditas que subsistiram ao longo do tempo estarem em geral completamente descobertas e visíveis a olho nu.Este tipo de construções pré-históricas encontra-se disseminadado especialmente pelo norte do território continental espanhol.

Lista de megalitos da Galiza

Esta é uma lista de monumentos megalíticos da Galiza, ordenados por províncias.

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.