Canção

A canção é uma composição musical para a voz humana, escrita, normalmente, sobre um texto, e acompanhada por instrumentos musicais.[1]

É tipicamente interpretada para um único vocalista, mas também pode ser cantada por um dueto, trio ou mais vozes. O texto ou letra das canções são tradicionalmente versos de poesia, mas podem ser versos religiosos de livre prosa. As canções possuem amplas maneiras de divisão, dependendo dos critérios utilizados. Algumas divisões estão entre as músicas "artísticas", "canções de música popular" e "canção popular".[1]

Coloquialmente, embora incorretamente, a palavra canção é usada para se referir a qualquer composição musical, incluindo aqueles que não possuem canto.[2] Na música clássica europeia e na música em geral, o uso efetivo da palavra é considerado incorreto e "canção" só pode ser usado para descrever uma composição para a voz humana, salvo algumas exceções, como por exemplo as canções sem palavras do período romântico, que foram escritas por compositores como Mendelssohn e Tchaikovsky, não são para a voz humana, mas para um instrumento (normalmente piano) e ainda assim são consideradas canções.[1]

Lorenzo Costa - Un concerto (National Gallery, London)
Trio Musical executando uma canção acompanhados de um alaúde tocado por um dos cantores. Das Konzert, The Concert - (c. 1490, Lorenzo Costa).

Tipos de Canção

Canções Artísticas

São canções que foram criadas para serem interpretadas de acordo com os atributos do cantor, geralmente com piano de acompanhamento, embora possam ter outros tipos de acompanhamento, tais como orquestra e quarteto de cordas que são sempre notados para ser recitada individualmente. Geralmente é exigido um treinamento de voz para um desempenho aceitável. As letras são frequentemente escritas por um poeta ou letrista em forma estrófica, já a música é feita separadamente por um compositor. As canções artísticas podem ser mais formais e complicadas em comparação com as canções comuns e são consideradas importantes para a identidade cultural de alguns países.[3]

Canções Populares e Folclóricas

É qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma mercadoria, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações. Como o nome mesmo já diz, é a música do povo, oposta à chamada "música erudita" por ter o foco no intérprete e na performance numa determinada camada social.[4]

Outros tipos de Canção

The Fabs
Banda de rock britânica The Beatles em 1964.

A palavra canção se tornou um tipo "ícone" usada a toda hora popularmente quando se referindo a uma variedade de pequenas composições curtas ou com arranjos populares, especialmente quando usando instrumentos modernos, não de orquestra ou de música de câmara ou, ainda até mesmo, se a composição não se encontra num dos moldes descritos acima.

  • A cappella Quando uma canção cantada não é acompanhada por nenhum instrumento musical (ou gravação de sons de instrumentos).
  • Ária - 1) composição para uma voz; 2) cantiga, melodia ou, 3) parte que exprime o sentimento inspirado pelo assunto da cantata.
  • Balada - frequentemente composta na Forma canção, típica música popular do Século XX, Nos EUA ballad refere-se a música pop.
  • Canção folclórica - a forma "canção" mais antiga entre outras. Hoje seria chamada de Forma Estrófica.
  • Canção de ninar ou cantiga - versos pequenos cantado e dividido em estrofes.
  • Cântico - texto cantado em espírito de louvor, é similar ao hino.
  • Cantiga de amor - estilo poético do trovador, originado em Portugal, Século XII ao XIV apresentado pelo amante para a amada.
  • Canção de gesta - Um poema cantado épico, no século XI e XII.
  • Canção polifonia - composição a várias vozes com um texto secular.
  • Hino - pode ser de espírito religioso ou patriótico.
  • Jingle - melodia curta usada em comerciais.
  • Lamento - Um episódio nas óperas dos séculos XVII e XVIII, para canto ou recitativo antes do desfecho.

Estrutura da Canção

Canções populares quase sempre têm uma estrutura bem definida. A estrutura tipicamente usada tem de três a cinco secções musicais separadas que são utilizadas em conjunto para formar uma música completa[5]. A estrutura típica de uma canção é geralmente encontrada nesta ordem:

  1. Introdução
  2. Verso
  3. Refrão
  4. Verso
  5. Refrão
  6. Ponte Musical
  7. Conclusão

A estrutura acima é uma forma muito comum de música popular moderna. Isso inclui canções de pop, rock e heavy metal, além de praticamente todos os gêneros de canções populares e peças clássicas. Esta estrutura simples pode se se tornar complexa quando alterada em alguns aspectos, como, em vez de adicionar um coro único dois coros, ou em vez de terminar com a repetição do refrão adicionar uma parte específica para o último. A estrutura não deve ser muito complicada para não destruir o equilíbrio entre seus elementos componentes.

Referências

  1. a b c The New Shorter Oxford English Dictionary (em inglês). EUA: Oxford University Press. 1993. 2947 páginas. ISBN 0198612710
  2. Luise Eitel Peake (1980). The New Grove Dictionary of Music and Musicians (em inglês). 17 6 ed. Londres: Macmillan Publishers. ISBN 1-56159-174-2
  3. Kamien, Roger (1997). Music: An Appreciation (em inglês) 3 ed. [S.l.]: McGraw-Hill. p. 217. ISBN 0072902000
  4. Middleton, Richard (1990). Studying Popular Music (em inglês). Philadelphia: Open University Press. p. 103. ISBN 0335152767
  5. «EXCERTO D – A EXPRESSÃO DE UMA PERCEPÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PÓS/ESTRUTURALISMO». Scribd. Consultado em 4 de Fevereiro de 2012
Festival Eurovisão da Canção

A decorrer desde 1956, o Festival Eurovisão da Canção (em inglês: Eurovision Song Contest, também utilizado no Brasil, e em francês: Concours Eurovision de la Chanson) é um concurso anual de canções transmitido pela televisão, com participantes de diversos países e cuja televisão nacional transmissora é membro do European Broadcasting Union.

A competição baseou-se no atual Festival de Sanremo realizado na Itália desde 1951.

O concurso é transmitido na televisão e na rádio por toda a Europa. Recentemente, a transmissão do mesmo foi também alargada a outros países não europeus por meio dos canais internacionais dos seus membros e também pode ser acompanhada na Internet.

O nome do concurso deriva da palavra Eurovision, a primeira palavra da cadeia de televisões europeia: a European Broadcasting Union (EBU) (União Europeia de Radiodifusão, em português). Esta união pode conseguir uma audiência de aproximadamente 1/6 da população mundial. Qualquer membro da EBU pode participar no concurso, mesmo que não seja um país europeu. Isto inclui países africanos e asiáticos como Israel e Marrocos, que já participaram no concurso. O Líbano tentou participar em 2005, mas pelas leis locais teria de cortar a transmissão da participação israelense/israelita. A Austrália, apesar de ser apenas um membro associado da EBU, participa no concurso desde 2015.

Festival Eurovisão da Canção 1987

O Festival Eurovisão da Canção 1987 (em inglês: Eurovision Song Contest 1987, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1987 e em holandês: Eurovisiesongfestival 1987) foi o 32º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 9 de maio de 1987 em Bruxelas. Pela premira vez, o Festival coincidiu com o Dia da Europa, justamente no ano em que se comemoravam os 30 anos da assinatura dos Tratados de Roma, embrião da Comunidade Económica Europeia. A apresentadora foi Viktor Lazlo. Foi com uma típica balada irlandesa que Johnny Logan se sagrou vencedor do Festival Eurovisão da Canção de 1987. Johnny Logan já tinha participado e vencido em 1980, tornando-se assim no primeiro (e único até 2019) concorrente a ganhar duas vezes este certame.

Festival Eurovisão da Canção 1988

O Festival Eurovisão da Canção 1988 (em inglês: Eurovision Song Contest 1988, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1988 e em irlandês: Comórtas Amhránaíochta na hEoraifíse 1988) foi o 33.º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 30 de abril de 1988, em Dublin, na Irlanda. Os apresentadores foram Pat Kenny e Michelle Rocca.

A futura super-estrela canadiana (canadense) Céline Dion era apenas famosa no mundo expressão francesa, foi a vencedora do Festival desse ano, com a canção: "Ne partez pas sans moi", representando a televisão suíça. Poucos esperavam que a vencedora desse ano viesse a ser tão famosa, já que a sua canção não teve grande sucesso na Europa e nada tinha de verdadeiramente original.

Festival Eurovisão da Canção 1989

O Festival Eurovisão da Canção 1989 (em inglês: Eurovision Song Contest 1989 e em francês: Concours Eurovision de la chanson 1989) foi o 34.º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 6 de maio de 1989, em Lausana, na Suíça. Os apresentadores foram Lolita Morena e Jacques Deschenaux.

A banda jugoslava Riva foi a vencedora desse ano, com a canção "Rock Me", canção tipo pop-rock e que nada de novo trouxe à competição. Esta vitória foi vista por muitos como sendo política, visto que a Jugoslávia era vista nessa época (o muro de Berlim só caiu em Novembro desse ano) como o país mais "democrático" dos países de leste.

Festival Eurovisão da Canção 1990

O Festival Eurovisão da Canção 1990 (em inglês: Eurovision Song Contest 1990, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1990 e em Servo-croata: Pjesma Eurovizije 1990) foi o 35.º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 5 de maio de 1990, em Zagreb, na Jugoslávia, atualmente na Croácia. Os apresentadores do festival foram Helga Vlahović e Oliver Mlakar. Toto Cutugno foi o vencedor do festival deste ano com a canção "Insieme: 1992" que preconizava a unidade europeia. Cutugno tinha 46 anos e 302 dias no momento de sua vitória, tornando-se o mais velho vencedor do concurso até então, recorde esse ultrapassado 10 anos depois.

As letras de várias canções celebravam os ventos de mudança e democratização dos países do leste da Europa, focando em especial o momento da queda do Muro de Berlim ocorrida em 9 de novembro de 1989. Todavia, a letra da canção vencedora era uma antecipação do mercado único europeu na União Europeia que teria lugar no final de 1992.

Festival Eurovisão da Canção 1992

O Festival Eurovisão da Canção 1992 (em inglês: Eurovision Song Contest 1992, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1992 e em sueco: Eurovisionens Melodi Festival 1992) foi o 37º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se a 9 de maio de 1992, na cidade de Malmö, na Suécia. Os apresentadores do evento foram Harald Treutiger e Lydia Cappolicchio. Linda Martin foi a vencedora deste festival com a canção "Why Me?" (Porquê Eu?). A canção foi escrita por Johnny Logan, vencedor do Festival Eurovisão da Canção 1980 e do Festival Eurovisão da Canção 1987, enquanto cantor.

Festival Eurovisão da Canção 1993

O Festival Eurovisão da Canção 1993 (em inglês: Eurovision Song Contest 1993, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1993 e em irlandês: Comórtas Amhránaíochta na hEoraifíse 1993) foi o 38º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 15 de maio na cidade de Millstreet, na Irlanda. A apresentadora foi Fionnuala Sweeney e a vencedora do evento foi Niamh Kavanagh com a canção, "In Your Eyes" (Nos teus olhos).

Em 1993 a União Europeia de Radiodifusão teve uma explosão do número de países que desejavam participar, devido não só ao desaparecimento da URSS, do fim da Checoslováquia e da desintegração da Jugoslávia, este o único país comunista que tradicionalmente participou, tendo ganho o Festival Eurovisão da Canção 1989, realizando-se em Zagreb o Festival Eurovisão da Canção 1990. Pela primeira vez teve de haver uma pré-qualificação apenas para os países que nunca tinham participado. Nessa pré-eliminatória participaram a Croácia, a Bósnia e Herzegovina, Hungria, Eslovénia, Eslováquia, Roménia e Estónia. A pré-eliminatória realizou-se em Liubliana, capital da Eslovénia, no dia 3 de abril de 1993. tendo sido apurados para a final os três primeiros classificados: Bósnia e Herzegovina, Croácia e Eslovénia.

Festival Eurovisão da Canção 1996

O Festival Eurovisão da Canção 1996 (em inglês: Eurovision Song Contest 1996 ; em francês: Concours Eurovision de la chanson 1996 ; em norueguês: Internasjonale/Europeiske Melodi Grand Prix 1996 ), ou Eurosong 96 foi a 41ª edição anual do evento e teve lugar a 18 de maio de 1996 em Oslo. Os apresentadores foram Morten Harket, vocalista da banda norueguesa A-ha e a jornalista Ingvild Bryn. A cantora Eimear Quinn, que representou a Irlanda, foi a vencedora deste ano com a canção The voice.

Portugal conseguiu com Lúcia Moniz e a sua canção O meu coração não tem cor a sua melhor classificação até à vitória em 2017 de Salvador Sobral.

Festival Eurovisão da Canção 1997

O Festival Eurovisão da Canção 1997 (em inglês: Eurovision Song Contest 1997, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1997 e em irlandês: Comórtas Amhránaíochta na hEoraifíse 1997) foi o 42º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se a 3 de maio de 1997 em Dublin, na Irlanda. Os apresentadores foram Ronan Keating e Carrie Crowley. Katrina and the Waves foram os vencedores do Festival desse ano com a canção Love Shine a Light (O amor ilumina uma luz) que recebeu a pontuação máxima de 10 países.

Festival Eurovisão da Canção 1999

O Festival Eurovisão da Canção de 1999 (em inglês: Eurovision Song Contest 1999, em francês: Concours Eurovision de la chanson 1999 e em hebraico: אירוויזיון 1999) foi o 44º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se em 29 de maio de 1999 em Jerusalém. O local escolhido para o concurso foi o Centro Internacional de Convenções. Os anfitriões do espectáculo foram Yigal Ravid, repórter de televisão, Dafna Dekel, cantora que representou Israel em 1992, e Sigal Shahamon, modelo e actriz. A vencedora do concurso foi Charlotte Nilsson, que representou a Suécia com "Take Me to Your Heaven", que obteve 163 pontos. Esta foi a quarta vitória da Suécia no concurso e a segunda na década de 1990 (após a vitória de Carola em 1991).

Festival Eurovisão da Canção 2001

O Festival Eurovisão da Canção 2001 (em inglês: Eurovision Song Contest 2001, em francês: Concours Eurovision de la chanson 2001 e em dinamarquês: Eurovision Melodi Grand-prix 2001) foi o 46º Festival Eurovisão da Canção e teve lugar a 12 de maio de 2001, em Copenhaga na Dinamarca. Os apresentadores do evento foram Natasja Crone Back e Søren Pilmark. Os vencedores deste festival foram Tanel Padar, Dave Benton e 2XL que representaram a Estónia com a canção "Everybody".

Festival Eurovisão da Canção 2003

O Festival Eurovisão da Canção 2003 (em inglês: Eurovision Song Contest 2003, em francês: Concours Eurovision de la chanson 2003 e em letão: Eirovīzijas dziesmu konkurss 2003) foi o 48º Festival Eurovisão da Canção e foi realizado pela televisão da Letónia, LTV, no Skonto Hall de Riga, na Letónia a 24 de maio de 2003. Os apresentadores foram Renars Kaupers e Marija Naumova. Participaram 26 países. A vencedora foi Sertab Erener que representou a Turquia com a canção "Everyway That I Can". Neste festival há a destacar a canção da Bélgica "Sanomi", cantada numa língua inventada e o facto de o Reino Unido pela primeira vez ter obtido 0 pontos. Muitos associaram os zero pontos não à qualidade da canção, mas à política: o primeiro-ministro Tony Blair (Reino Unido) apoiou George W. Bush na invasão do Iraque. Pela primeira vez Portugal enviou uma canção que tinha umas partes finais em inglês. A edição de 2003 foi a última a realizar-se numa única noite. A União Europeia de Radiodifusão (EBU) revelou que adicionaria uma semifinal à competição, a fim de acomodar o crescente número de países interessados que desejavam participar do concurso. O concurso também marcou a primeira vez na história da competição, onde todos os participantes estavam participando pela primeira vez.

Festival Eurovisão da Canção 2004

O Festival Eurovisão da Canção 2004 (em inglês: Eurovision Song Contest 2004, em francês: Concours Eurovision de la chanson 2004 e em turco: Eurovision Şarkı Yarışması 2004) foi o 49º Festival Eurovisão da Canção e realizou-se nos dias 12 e 15 de maio de 2004, em Istambul, na Turquia. Os apresentadores foram Meltem Cumbul e Korhan Abay. A vencedora foi Ruslana que representou a Ucrânia, com a canção "Wild dances" (Danças selvagens). Devido ao número elevado de países que desejavam participar no evento, foi, pela primeira vez, instituída uma semifinal. Esta foi também a primeira vez que foi instituído o famosos símbolo eurovisivo do coração no centro da palavra "Eurovisão".Participaram 36 países. 14 países acederam diretamente à final (os 4 grandes financiadores do evento: Reino Unido, França, Espanha e Alemanha e o top 10 do ano anterior). Os restantes participaram numa semifinal, constituída por 22 países, sendo apurados apenas os 10 primeiros que se juntaram aos 14 já apurados. Participaram na final 24 países.

Festival Eurovisão da Canção 2005

O Festival Eurovisão da Canção (2005) foi o 50.º Festival Eurovisão da Canção que teve lugar a 19 de Maio (Meia-final) e a 21 de Maio de 2005 (final). Foi organizado pela televisão estatal da Ucrânia NTU e marcada pela grande quantidade de faltas técnicas a nível do som e da iluminação que prejudicou algumas actuações. A competição teve lugar no Palats Sportu de Kiev. Os apresentadores do evento foram DJ Pasha e Maria Masha Efrosina

Festival Eurovisão da Canção 2006

O Festival Eurovisão da Canção de 2006 foi o 51.º Festival Eurovisão da Canção e teve lugar nos dias 18 de Maio (Semifinal) e 20 de Maio de 2006 (Final). Foi organizado pela televisão estatal da Grécia, ERT. A competição teve como espaço o Olympic Indoor Hall de Atenas, na Grécia. Os apresentadores do evento foram Sakis Rouvas e Maria Menounos.

A Finlândia destrona os seus concorrentes, com uma actuação ousada, (com um grupo de heavy metal e com visual de horror) vencendo assim o 51.º Festival Eurovisão da Canção, com 292 pontos, organizando assim, o Festival Eurovisão da Canção 2007.

Festival Eurovisão da Canção 2007

O Festival Eurovisão da Canção de 2007 (em inglês: Eurovision Song Contest 2007, em francês: Concours Eurovision de la chanson 2007 e em finlandês: Eurovision Laulukilpailu 2007) foi a 52.º edição do Festival Eurovisão da Canção e teve como data de realização os dias 10 de Maio (Semifinal) e 12 de Maio (Final) de 2007, na Finlândia, país vencedor da Eurovisão em 2006 com o grupo Lordi. O espaço que recebeu o evento é o Hartwall Areena, na Helsínquia, estando toda a organização a cargo da estação de televisão pública finlandesa Yle e da EBU, European Broadcasting Union. Jaana Pelkonen e Mikko Leppilampi foram os apresentadores desta edição da Eurovisão.

Em Março de 2006, anunciou-se que a qualificação para a final de 2007 mudaria relativamente aos anos precedentes, de modo que somente os 6 melhores países da final de 2006, juntamente com os 4 contribuintes financeiros da EBU (the Big Four) seriam qualificados automaticamente, e os restantes lugares seriam ocupados pelos 14 melhores países da semifinal de 2007. Entretanto, numa conferência de imprensa imediatamente antes da competição de 2006, a EBU indicou que estas mudanças ao sistema da qualificação não ocorreriam, mantendo-se assim o sistema dos anos anteriores, ou seja, 14 países (os 10 melhores países da final de 2006 e os Quatro Grandes) estão automaticamente qualificados para a final de 12 de Maio, os restantes países têm de participar numa semifinal que selecciona 10 países, que se juntam posteriormente aos 14 já apurados, perfazendo assim um total de 24 países participantes na final do festival.

Festival Eurovisão da Canção 2009

O Festival Eurovisão da Canção 2009 (em inglês: Eurovision Song Contest 2009 , em francês: Concours Eurovision de la chanson 2009 e em russo: Конкурс песни Евровидение-2009) foi a 54.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que é recebida pela cidade de Moscovo, na Rússia. Em 2008, com a canção "Believe", de Dima Bilan, a Rússia ganhou o Festival, e com isso os direitos de realizar o evento que decorreu de 12 de Maio, com a 1.ª semifinal, até 16 de Maio de 2009, com a final. Pelo meio, em 14 de Maio, foi realizada a 2.ª semifinal, no Olimpiisky Indoor Arena.O grande vencedor foi Alexander Rybak, com a música "Fairytale", dando assim a oportunidade de a Noruega organizar o Festival Eurovisão da Canção 2010. Alexander Rybak bateu o recorde de pontos obtidos na Festival, com 387, e ao mesmo tempo, venceu com a maior margem de diferença para o segundo classificado. Antes do grande vencedor da final, o vencedor da 1.ª semifinal, foi a representante da Islândia, Yohanna, com a canção "Is It True?", e o vencedor da 2.ª semifinal foi o representante da Noruega, Alexander Rybak, com a música "Fairytale".

Mudanças no sistema de votação reintroduziram o sistema de júris, que possui 50% da votação final (os outros 50%, são efectuados por todo e qualquer cidadão que esteja nos países que concorrem ao Festival). Confirmaram a sua entrada e participaram no concurso 42 países. Com a saída da Geórgia, que viu a sua música desqualificada e não quis seleccionar outra, o Festival acabou por ficar reduzido. A Eslováquia anunciou que regressaria ao Festival, enquanto que São Marino desistiu, devido a dificuldades financeiras.

Outros países que pareciam querer regressar no edição de 2009 eram a Itália e Marrocos. A Geórgia e a Letónia, afirmaram primeiramente um boicote ao concurso, devido ao conflito no Cáucaso mas, mais tarde, a European Broadcasting Union (EBU) veio confirmar que ambos os países participariam na edição de 2009.Pela primeira vez na História de todos os Festival, existiram apresentadores diferentes para as semifinais e para a Final. Para apresentar as semifinais, foram escolhidos o apresentador de televisão, Andrey Malakhov e a modelo Natalia Vodyanova, que vive actualmente em Londres. A Grande Final de 16 de Maio, foi apresentada pela personalidade mediática (conhecida por já ter feito anúncios televisivos, etc.) Ivan Urgant, juntamente com Alsou, que representou a Rússia no Eurofestival de 2000, em Estocolmo, acabando em 2º lugar com a canção "Solo", segundo lugar este que foi o melhor resultado do país até aquela altura. Os quatro apresentadores foram apresentados no dia 7 de Maio de 2009.O Festival Eurovisão da Canção de 2009, ficou ainda marcado pela tentativa da entrada do Kosovo, porém, devido ao não reconhecimento de alguns países participantes no Festival, a entrada do Kosovo tornou-se mais difícil, tendo mesmo a Sérvia afirmado que, caso o Kosovo entrasse no concurso, se retiraria do certame.

Outros países que demonstraram interesse em participar no Festival foram o Cazaquistão, o Líbano e a Escócia. Pela primeira vez esteve também em cima da mesa a possibilidade de extinguir os Big 4 (Reino Unido, França, Espanha e Alemanha), obrigando-os a ter que passar por uma das semifinais, tal como todos os outros países concorrentes, à excepção do país anfitrião. Porém, tal não aconteceu, e os quatro países continuam a ter a passagem directa para a final.

A 30 de Janeiro de 2009 realizou-se o sorteio para determinar em qual das semifinais cada país teria que concorrer, assim como o sorteio para determinar qual a Semifinal a transmitir por cada um dos cinco países que passam directamente na final (para além da transmissão, estes também poderão votar nessa mesma Semifinal). Posteriormente, a 16 de Março, realizou-se o sorteio para decidir em que posição cada país actuaria nas semifinais, e na Final, assim como a ordem para as votações.

Pela primeira vez desde a sua introdução em 2007, não houve o já famoso "Eurovision winner's tour", que consistia em o vencedor do Festival andar a viajar durante quase um ano, pela Europa, a divulgar a sua música vencedora. O facto de este tour ter acabado deve-se às altas despesas que o mesmo acarreta para a EBU (patrocinadora de todo o tour), que garante não ter os lucros necessários para continuar com a iniciativa.Com a conclusão de todas as infraestruturas necessárias para a realização do evento, a 2 de Maio de 2009, os primeiros eventos na cidade de Moscovo iniciaram-se também no dia 2 de Maio de 2009, a partir das 8h30 (hora de Moscovo). A abertura da época eurovisiva deu-se oficialmente no dia 2 de Maio de 2009, como já se esperava. Os primeiros ensaios ocorreram na arena, no mesmo dia, com uma grande cobertura mediática, e expectativa por parte de fãs de todo o Mundo, porém estes ensaios eram os das aberturas e intervalos dos três espetáculos, as delegações começaram a fazer os seus ensaios no dia 3 de Maio de 2009.A famosa Eurovision Song Contest Opening Ceremony (Cerimónia de Abertura do Festival Eurovisão da Canção) deu-se a 10 de Maio, um dia antes do início dos ensaios finais, nos quais já houve audiência no local. Para o espectáculo que antecede a semana mais importante de toda a Eurovisão, estiveram presentes vários artistas de edições anteriores, assim como a presença dos responsáveis pelo Festival em Moscovo, da EBU, etc..

Rádio

Rádio, Rádios, Radio ou Radios pode referir-se a:

Rádio (telecomunicações) - um recurso tecnológico das telecomunicações

Rádio (elemento químico) - um elemento químico

Radio (filme) - um filme de 2003

Rádio (osso) - um osso do antebraço humano

Rádio AM - rádio que transmite com modulação em amplitude

Rádio FM - rádio que transmite com modulação em frequência

Radiodifusão - a transmissão de conteúdo por meio de ondas de rádio

Onda de rádio - um tipo de radiação eletromagnética

TV Canção Nova

TV Canção Nova (também chamada de Canção Nova ou Rede Canção Nova) é uma rede de televisão brasileira pertencente à comunidade católica Canção Nova.

História da música
Composição e teoria
Educação musical e carreiras
Produção
Indústria fonográfica
Gêneros culturais e regionais
Por Estados soberanos
Outros tópicos
Música erudita
Compositores
Períodos
Gêneros musicais
Formas musicais
Instrumentos
Interpretação

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.