Caminho Português de Santiago

Caminho Português de Santiago, Caminhos de Santiago dos Portugueses ou simplesmente Caminho Português são designações das rotas de peregrinação com origem em Portugal e destino ao túmulo do apóstolo Santiago Maior na Catedral de Santiago de Compostela, no centro da Galiza. É um dos vários Caminhos de Santiago, o conjunto de rotas de peregrinação milenar mais importante da Europa, classificados desde 1998 como Património Mundial pela UNESCO.

É frequente que a designação de Caminho Português se refira apenas às rotas em território galego, embora num contexto mais alargado, essa designação se possa aplicar também às rotas que percorrem todo o território português, do Algarve até a Trás-os-Montes e Minho.

MapaCaminoPortuguesaSantiago
Mapa da Rota da Costa do Caminho Português de Santiago na Galiza
AM04-RutasJacobeasPlata
Mapa dos Caminhos de Santiago da Prata

Na Galiza

Rotas costeiras

Os percursos das rotas costeiras do Caminho Português na Galiza são a continuação das rotas usadas pelos peregrinos provenientes do eixo Lisboa-Coimbra-Porto, que entram na Galiza cruzando o rio Minho.

No início a entrada em território galego era sempre feita por Tui, situada na margem do rio Minho oposta a Valença, pois só ali existia uma ponte sobre o rio. Com a construção da ponte de Vila Nova de Cerveira-Goián e da criação do serviço de ferryboats entre Caminha e A Guarda, estas localidades passaram também a ser usadas pelos peregrinos como ponto de entrada na Galiza

Rotas do interior

Estes caminhos históricos eram usados pelos peregrinos portugueses que encaminhavam a Santiago de Compostela através das rotas do interior de Portugal, alcançando os Caminhos espanhóis através do Caminho de Santiago Sanabrês (que deve o seu nome a Puebla de Sanabria, perto de Bragança), também chamado Caminho Galego do Sul, ou Caminho Moçárabe, embora esta última designação também seja aplicada às rotas que percorrem o sul e centro da Península Ibérica. Algumas das rotas portuguesas do interior, por vezes designadas Caminho da Prata de Portugal, desembocavam no Caminho de Santiago da Prata (ou Ruta Jacobea de la Vía de la Plata), cujo eixo era a Via da Prata, paralela à fronteira luso-espanhola.

Para muitos autores, o percurso do Caminho de Santiago entre Ourense e Santiago de Compostela faz também parte do Caminho Sanabrês. Por este percurso, os peregrinos provenientes de Portugal entram na Galiza por Verín, situada 15 km a norte da fronteira de Chaves.

No território espanhol, todas estes percursos estão devidamente assinalados e estão dotados de infraestruturas para os peregrinos, nomeadamente trilhos e albergues.

Rota da costa desde Tui

AM-R02-CaminoSantiagoPortuguesCosta
Mapa do Caminho Português da Costa
Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
Tui Pontevedra    107
Ribadelouro Pontevedra 6 101
O Porriño Pontevedra 7 94
Mos Pontevedra 5 89
Enxertade (Mos) Pontevedra 5 84
Redondela Pontevedra 6 78
O Viso (Redondela) Pontevedra 3 75
Ponte Sampaio Pontevedra 4 71
Pontevedra Pontevedra 12 59
Alba (Pontevedra) Pontevedra 3 56
Tibo (Caldas de Reis) Pontevedra 16 40
Caldas de Reis Pontevedra 1 39
Carracedo (Caldas de Reis) Pontevedra 6 33
Valga Pontevedra 4 29
Pontecesures Pontevedra 4 25
Padrón Corunha 3 22
Iria Flávia (Padrón) Corunha 3 19
Santuário da Escravitude (Padrón)  Corunha 3 16
Rúa dos Francos(Teo) Corunha 7 9
Santiago de Compostela Corunha 9 0

Rota da costa desde Goián

Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
Goián (Tomiño) Pontevedra    132
Tomiño Pontevedra 6 126
Gondomar Pontevedra 15 111
Vigo Pontevedra 8 93
Redondela Pontevedra 14 79
(a partir de Redondela o percurso é o mesmo da rota de Tui)

Rota da costa desde A Guarda

Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
A Guarda Pontevedra    151
O Rosal Pontevedra 6 145
Oia Pontevedra 13 132
Baiona Pontevedra 18 114
Nigrán Pontevedra 7 107
Vigo Pontevedra 14 93
Redondela Pontevedra 14 79
(a partir de Redondela o percurso é o mesmo da rota de Tui)

Rota pelo interior

AM-R03-CaminoSantiagoPortuguesesInterior
Mapa do Caminho Português pelo interior
AM02-RutasJacobeasGalicia
Caminhos de Santiago na Galiza
Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
Verín Ourense    233
Monterrei Ourense 4 229
Albarelhos (Monterrei) Ourense 7 222
Rebordondo (Cualedro) Ourense 2 214
Trasmiras Ourense 8 206
Zos (Trasmiras) Ourense 6 200
Boado (Ginzo de Limia) Ourense 4 196
Ginzo de Limia Ourense 5 191
Vilariño das Poldras (Sandiás) Ourense 6 185
Couso de Limia (Sandiás) Ourense 1 184
Sandiás Ourense 2 182
Pinheira de Arcos (Sandiás) Ourense 3 179
Coedo (Alhariz) Ourense 2 177
Torneiros (Alhariz) Ourense 5 172
San Salvador de Penedós (Allariz) Ourense 2 170
Alhariz Ourense 7 163
Roiriz de Abaixo (Allariz) Ourense 2 161
Roiriz de Arriba (Allariz) Ourense 1 160
Turzás (Allariz) Ourense 4 156
A Vila (Alhariz) Ourense 3 153
Armeá (Alhariz) Ourense 0 153
Santiago de Rabeda (Taboadela) Ourense 7 146
Abeledo (Taboadela) Ourense 0 146
Pereiras (Taboadela) Ourense 2 144
Ponte Noalha (San Ciprián de Viñas) Ourense 7 137
Ourense Ourense 7 130
Cudeiro (Orense) Ourense 5 125
Tamalhancos (Vilamarín) Ourense 11 114
Sobreira (Vilamarín) Ourense 4 110
Casas Nuevas (São Cristovão de Cea) Ourense 6 104
São Cristovão de Cea Ourense 2 102
Porto do Souto (São Cristovão de Cea) Ourense 1 101
Cotela (São Cristovão de Cea) Ourense 2 99
Piñor Ourense 2 97
Carbalheda de Avia (Pinhor) Pontevedra 5 92
Castro (Dozón) Pontevedra 10 82
A Xesta (Lalín) Pontevedra 9 71
Botos (Lalín) Pontevedra 4 67
Lalín Pontevedra 4 63
Donsión (Lalín) Pontevedra 5 58
Prado (Lalín) Pontevedra 4 54
Silleda Pontevedra 6 48
Foxo (Silleda) Pontevedra 4 44
Margaride (Silleda) Pontevedra 3 41
Chapa (Silleda) Pontevedra 6 35
Bandeira (Silleda) Pontevedra 2 33
Pinheiro (Silleda) Pontevedra 2 31
Loimil (A Estrada) Pontevedra 3 28
Oca (A Estrada) Pontevedra 1 27
Castrotión (Silleda) Pontevedra 2 26
Balboa (A Estrada) Pontevedra 1 25
Arnois (A Estrada) Pontevedra 1 24
Ponte Ulha (Vedra) Corunha 2 22
Afox (Vedra) Corunha 2 20
Francés (Vedra) Corunha 1 19
Cumbraos (Vedra) Corunha 0 19
Sobredo (Vedra) Corunha 2 17
Lestedo (Boqueixón) Corunha 2 15
Ruibal (Boqueixón) Corunha 1 14
Susana (Santiago de Compostela) Corunha 3 11
Paradela (Santiago de Compostela) Corunha 2 9
Corexo (Santiago de Compostela) Corunha 2 7
Pinheiro (Santiago de Compostela) Corunha 2 5
Sar (Santiago de Compostela) Corunha 3 2
Santiago de Compostela Corunha 2 0

Rota pelo interior: variante por Mandrás

Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
Ourense Ourense    126
Quintela (Ourense) Ourense 3 123
Liñares (Amoeiro) Ourense 4 119
Cimadevilla (Amoeiro) Ourense 5 114
Mandrás (San Cristovo de Cea) Ourense 5 109
Casas Nuevas (San Cristovo de Cea) Ourense 5 104

Rota pelo interior: variante por Oseira

Povoação Província Distâncias (km)
Troço até
Santiago
San Cristovo de Cea Ourense   102
Oseira (San Cristovo de Cea) Ourense 3 91
Coiras (Piñor) Ourense 3 88
Castro (Dozón) Pontevedra 6 82

Ver também

Ligações externas

Caldas de Reis

Caldas de Reis é um município (concello em galego) da província de Pontevedra, Galiza, no noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Caldas, tem 68,2 km² de área e em 2016 a população do município era de 9 830 habitantes (densidade: 144,1 hab./km²).Até meados do século XIX chamou-se simplesmente Caldas. Entre 1877 e 1981 chamou-se oficiamente Caldas de Reyes.

Catedral de Tui

A Catedral de Santa Maria de Tui está situada na cidade de Tui, na Galiza. Pertence à Diocese de Tui-Vigo. Durante a dominação sueva da Península Ibérica, Tui converteu-se em sede episcopal e a construção da catedral foi iniciada no século XII, aproximadamente em 1120 e foi terminada em 1180, em plena época do estilo românico. Neste estilo conserva-se a planta, a portada norte e a iconografia dos capitéis. Também contém elementos de estilo gótico na fachada principal, datada aproximadamente de 1225. Este dado tem importância, já que seria a primeira construção de estilo gótico de toda a Península Ibérica.

A catedral é o máximo expoente do patrimônio artístico de Tui. Situa-se na parte mais alta da cidade, na coroa do antigo castro de Tide, que deve ter existido antes do início da era cristã.

É um Bem de Interesse Cultural desde 1931.

Fonte de São Tiago

A Fonte de São Tiago situa-se na rua da Cónega, freguesia da Sé, em Braga, Portugal.

Localiza-se no Caminho de Santiago, que parte da Sé de Braga.

Foi mandada construir pelo Arcebispo D. Diogo de Sousa em 1531. Possui uma bica carranca e um tanque rectangular. Ostenta o brasão do arcebispo, um nicho com uma escultura de São Tiago e a inscrição: D. SOVSA ARCHIEP ANNO SALVTIS 1531.

Igreja de Nossa Senhora da Escravidão

A Igreja de Nossa Senhora da Escravidão (em galego: Igrexa da Nosa Señora da Escravitude), também conhecido como Santuário da Escravitude é um templo mariano situado na aldeia de Escravitude, na paróquia civil de Santa María de Cruces, município (concello em galego) de Padrón, Galiza. A igreja faz parte do Caminho Português de Santiago.

Iria Flávia

Iria Flávia (em galego e castelhano: Iria Flavia) é uma paróquia civil da Galiza, Espanha, que faz parte do município (concello em galego) de Padrón e da província da Corunha. Em 2009 tinha 2 052 habitantes.Iria Flávia é atualmente uma paróquia civil da Galiza, pertencente ao concelho de Padrón, situada na confluência dos rios Sar e Ulla. No passado foi uma cidade romana e um porto importante. Lugar fortemente ligado à tradição de Santiago Maior, é um dos pontos de passagem do Caminho Português de Santiago.

Lenda do Galo de Barcelos

A 'lenda do Galo de Barcelos' narra a intervenção milagrosa de um galo morto na prova da inocência de um homem erradamente acusado.Está associada ao monumento [seiscentista] que faz parte do espólio do Museu Arqueológico, situado no Paço dos Condes de Barcelos.

Um dia, os habitantes de Barcelos andavam alarmados com um crime, do qual ainda não se tinha descoberto o criminoso que o cometera. Certo dia, apareceu um galego que se tornou suspeito. As autoridades resolveram prendê-lo, apesar dos seus juramentos de inocência, que estava apenas de passagem em peregrinação a Santiago de Compostela, em cumprimento duma promessa...

Condenado à morte na forca, o homem pediu que o levassem à presença do juiz que o condenara. Concedida a autorização, levaram-no à residência do magistrado, que nesse momento se banqueteava com alguns amigos. O galego voltou a afirmar a sua inocência e, perante a incredulidade dos presentes, apontou para um galo assado que estava sobre a mesa e exclamou:

- "É tão certo eu estar inocente, como certo é esse galo cantar quando me enforcarem!

O juiz empurrou o prato para o lado e ignorou o apelo, mas quando o peregrino estava a ser enforcado, o galo assado ergueu-se na mesa e cantou. Compreendendo o seu erro, o juiz correu para a forca e descobriu que o galego se salvara graças a um nó mal feito. O homem foi imediatamente solto e mandado em paz.

Alguns anos mais tarde, o galego teria voltado a Barcelos para esculpir o Monumento do Senhor do Galo em louvor à Virgem Maria e a Santiago Maior, monumento que se encontra no Museu Arqueológico de Barcelos.

Predefinição:Imagem

Mos

Mos é um município (concello em galego) da província de Pontevedra, Galiza, noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Vigo, tem 53,2 km² de área e em 2016 a população do município era de 15 240 habitantes (densidade: 286,5 hab./km²). O seu gentílico em galego é mosense.

Situa-se no vale do rio Louro, um afluente do rio Minho que cruza o município de nordeste a sudoeste e ao qual aflui o ribeiro Perral. Faz parte da comarca histórica do Vale da Louriña (ou Terras de A Louriña). Encontra-se a pouco mais de 12 km a leste-sudeste de Vigo, 7 km a norte do Porrinho e 22 km a norte de Tui e da fronteira portuguesa (distâncias por estrada).

O município tem dez paróquias: Cela, Dornelas, Guizán, Louredo, Mos, Pereiras, Petelos, Sanguiñeda, Tameiga e Torroso.

O Porriño

O Porrinho (em galego: O Porriño) é um concelho da província de Pontevedra, Galiza, noroeste da Espanha. Pertence à comarca de Vigo e à antiga comarca de Vale da Louriña, tem 61,2 km² de área e em 2016 a população do município era de 19 567 habitantes (densidade: 319,7 hab./km²). O seu gentílico em galego é porriñés / porriñésa.[a]

Limita a norte com o município de Mos, a noroeste com Vigo, a oeste com Gondomar, a sul com Tui, a sudoeste com Salceda de Caselas e a leste com Ponteareas. O município é constituído por oito paróquias e 114 povoações. Situa-se 15 km a norte de Tui e da fronteira portuguesa, 7 km a sul de Mos e cerca de 15 km a sudeste de Vigo (distâncias por estrada).

Padrón

Padrón é um município (concello em galego) da província da Corunha, Galiza, no noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Sar, tem 48,4 km² de área e em 2016 a população do município era de 8 581 habitantes (densidade: 177,3 hab./km²).

Ponte Sampaio

Ponte Sampaio (oficialmente Santa Maria de Ponte Sampaio em galego; em castelhano: Puente Sampayo) é uma paróquia civil da Galiza, Espanha, que faz parte do município de Pontevedra. Tem 11,5 km² de área e em 2008 tinha 1 111 habitantes (densidade: 96,6 hab./km²).

Foi um município (concello em galego) independente, que era composto por duas paróquias: Ponte Sampaio e A Canicouva, que foi integrado no concelho de Pontevedra nos anos 1950. A ilha da Insuíña, na ria de Vigo, faz parte da paróquia de Ponte Sampaio.

Situa-se a pouco mais de 12 km de Pontevedra e 20 km de Vigo.

Ponte de Barcelos

A Ponte medieval de Barcelos localiza-se sobre o rio Cávado, entre as freguesias de Barcelinhos e Barcelos, cidade e concelho de mesmo nome, distrito de Braga, em Portugal.

Constituiu-se em importante local de passagem para os peregrinos do Caminho Português de Santiago e para as grandes feiras que se realizavam em Barcelos desde a Alta Idade Média.

Ponte do Burgo

A Ponte do Burgo localiza-se no concelho de Pontevedra, na comunidade autônoma da Galiza, Espanha. A ponte cruza o rio Lérez, e por ela passa o Caminho Português de Santiago.

As primeiras referências a ela datam de 1165, quando os reis Fernando II do Leão e Afonso I assinaram o tratado de paz intitulado Super flumen Lerice in vetula ponte, referindo-se a ponte velha à antiga ponte romana.

Originalmente contava com quinze arcos e dois estribos de 30 metros, mas foram sendo enterrados arcos nas duas margens.

Entre 1953 e 1954 levou-se a cabo uma grande reforma e ampliação. Na altura surgiu a ideia de se cobrirem as calçadas, mas isso não se realizou por falta de verbas. Na atualidade conta com duas vias para veículos e calçadas para os peões.

Pontecesures

Pontecesures (em castelhano: Puentecesures) é um município (concello em galego) da província de Pontevedra, Galiza, no noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Caldas, tem 6,7 km² de área e em 2016 a população do município era de 3 040 habitantes (densidade: 453,7 hab./km²).

Pontevedra

Pontevedra é um município (concello em galego), capital da província homónima na Galiza, noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Pontevedra, tem 117 km² de área e em 2016 a população do município era de 82 549 habitantes (densidade: 705,5 hab./km²). É uma cidade principalmente monumental, administrativa, turística e de serviços.

A cidade, capital da região turística das Rías Baixas e do Caminho Português de Santiago, encontra-se 110 km a sul da Corunha, 60 km a sul de Santiago de Compostela, 105 km a noroeste de Ourense e 50 km a norte da fronteira portuguesa (Tui-Valença).

Em 2014 a ONU outorgou-lhe o prémio Habitat pela sua qualidade da vida urbana e políticas de mobilidade urbana tendo-se convertido segundo este organismo internacional numa das melhores cidades europeias para viver. A cidade é um modelo a nível internacional e tem recebido prémios em Bruxelas, Nova Iorque, Honcongue ou no Dubai. É a cidade galega que tem mais ruas para peões e espaços verdes por habitante. O prestigioso jornal britânico The Guardian qualificou-a recentemente como o paraíso entre as cidades espanholas.

Rates

Rates é uma freguesia portuguesa do concelho da Póvoa de Varzim, com 13,90 km² de área (2013) e 2 505 habitantes (2011).

Tem a sua sede na vila de São Pedro de Rates, que tem esse estatuto restaurado desde 2 de Julho de 1993.

Era um ponto de passagem de uma via romana, e aí começa um dos trilhos dos caminho de Santiago em Portugal. No livro «As Mais Belas Vilas e Aldeias de Portugal», é descrita como uma das mais formosas povoações portuguesas. É nesta vila que está sediado o Albergue de Peregrinos de São Pedro de Rates, o primeiro albergue de peregrinos do Caminho Português de Santiago a abrir em Portugal.

Redondela

Redondela é um município (concello em galego) da província de Pontevedra, Galiza, no noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Vigo, tem 52,1 km² de área e em 2016 a população do município era de 29 563 habitantes (densidade: 567,4 hab./km²).

Tui

Tui (em galego e oficialmente: Tui; em castelhano: Tuy) é um município raiano da Espanha que se encontra na comarca do Baixo Minho, província de Pontevedra, comunidade autónoma da Galiza. Tem 68,3 km² de área e em 2016 tinha 16 966 habitantes (densidade: 248,4 hab./km²).Situada à beira do rio Minho, esta é a principal fronteira – por autoestrada e caminho-de-ferro – entre a Galiza e Portugal (Valença do Minho).

O nome do município foi dado pelos romanos como Tude e mencionado pelos escritores Estrabão e Ptolemeu. Durante o período visigodo, a Catedral de Tui foi uma das sedes episcopais do reino da Galécia (corresponde à atual diocese de Tui-Vigo, mas chegou a abranger todo o Alto-Minho). Foi depois capital de uma das sete províncias do antigo Reino da Galiza até ao ano de 1833.

Hoje em dia, o centro do município está próximo da Loja de São Telmo. No alto do montezinho, a catedral preserva o período românico no seu vestíbulo principal e o gótico no ocidental.

A cidade tem dois museus, um dedicado à arqueologia e à arte sacra, e o outro é o museu diocesano.

Valença (Portugal)

Valença, por vezes chamada Valença do Minho, é uma cidade raiana portuguesa no distrito de Viana do Castelo, região Norte e sub-região do Alto Minho. Valença foi outrora sede de bispado.

É sede de um município com 117,13 km² de área e 14 127 habitantes (2011), subdividido em 11 freguesias. O município é limitado a leste pelo município de Monção, a sul por Paredes de Coura, a oeste por Vila Nova de Cerveira e a noroeste e norte pela Galiza (município de Tui).

Recebeu foral de D. Sancho I, sendo então designada de Contrasta. Mudou para o actual nome em 1262. É designada por vezes por Valença do Minho.

Foi elevada a cidade em 12 de Junho de 2009.

.

Nasceu aqui o santo São Teotónio, o primeiro santo Português, hoje padroeiro desta Cidade, e que foi um dos principais aliados do então jovem Dom Afonso Henriques na altura em que este proclamou a independência de Portugal.

Valga (Galiza)

Valga é um município (concello em galego) da província de Pontevedra, Galiza, no noroeste de Espanha. Pertence à comarca de Caldas, tem 40,6 km² de área e em 2016 a população do município era de 6 047 habitantes (densidade: 148,9 hab./km²).

Noutras línguas

This page is based on a Wikipedia article written by authors (here).
Text is available under the CC BY-SA 3.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.